Florestas vazias?!

Você recebeu um convite para explorar a Amazônia. Logo que começa a caminhada pela floresta vê árvores gigantescas, algumas com mais de 20 metros de altura. Segue andando, ouvindo o canto dos passarinhos, a barulheira dos macacos e encontra até um tucano se deliciando com frutos roxos e redondos – é açaí! Hummm!!! Agora, imagine como seria esse passeio se a floresta estivesse sem os animais. Seria a sensação de uma floresta… vazia.

Ilustração Mariana Massarani

O sumiço dos animais causaria muito mais problemas para a floresta do que você pode imaginar. Seria uma questão de tempo para uma transformação na paisagem. Para se ter uma ideia, muitas das árvores grandiosas da floresta deixariam de existir. Duvida que o sumiço dos animais tenha algo a ver com existência das grandes árvores? Pois tem tudo a ver!

Todos os animais desempenham algum papel para que a floresta permaneça saudável e continue mantendo a sua biodiversidade. Vamos entender isso melhor…

 

Jardineiros da floresta

Alguns animais como os grandes macacos, as antas e os tucanos poderiam ser considerados “jardineiros” da floresta. Afinal, eles comem diferentes frutos, se movimentam por longas distâncias e fazem cocô nos mais diferentes lugares, deixando as sementes dos frutos que comeram de presente para o solo. Por que dizemos presente? Porque o espalhamento dessas sementes pelos animais aumenta as chances de germinarem e crescerem como novas árvores, o que renova a floresta.

Animais de grande porte, como o macaco-prego, espalham sementes e ajudam a “plantar” árvores grandes

Andressa Bárbara Scabin

Instituto Juruá

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje das Crianças

CONTEÚDO RELACIONADO

Bem lá no fundo do oceano

Segure o fôlego e mergulhe para descobrir o que há no mar profundo!

Monumento ao Dois de Julho

Ele fica em Salvador, na Bahia, e é um marco no processo de Independência do Brasil