Disfarce natural

Como será que a serpente víbora-rabo-de-aranha consegue suas refeições?

Sobreviver na natureza não é tarefa fácil para bicho nenhum. É preciso conseguir comida sem ser comido, mesmo que para isso seja necessário usar disfarces. E tem uma cobra especialista em enganação: a víbora-rabo-de-aranha (Pseudocerastes urarachnoides), que vive nas montanhas do Irã, país bem distante do Brasil, no Oriente Médio.

A víbora-rabo-de-aranha é uma serpente peçonhenta que se alimenta principalmente de aves. E o que ela tem de especial? A escama da ponta da cauda da víbora parece o corpo de uma aranha, e as escamas em volta são alongadas, como se fossem perninhas. E é isso que lhe garante as refeições!

Na hora de caçar, a víbora, que tem uma cor parecida com as das rochas da região, fica quietinha e camuflada, quase invisível. Só o seu rabinho se mexe, com movimentos precisos. Quem vê, até pensa que há uma aranha andando para lá e para cá sobre as pedras.

Foto Parham Beyhaghi/CC BY-NC 4.0
A víbora-rabo-de-aranha foi descoberta pelos cientistas em 2006, enquanto estudavam serpentes preservadas há muitos anos em museus de história natural. Foi só em 2015 que conseguiram observar, na natureza, uma víbora-rabo-de-aranha usando a cauda para enganar aves para se alimentar.

Às vezes, um passarinho em busca de comida encontra a “aranha” e voa em sua direção, pronto para abocanhá-la. E é aí que o disfarce acaba. Rápida como um relâmpago, a cobra dá um bote certeiro e captura a ave. Já o passarinho, ao invés de comer uma aranha, virou refeição da serpente.

Esse comportamento curioso, de enganar as presas usando a ponta do rabo, é chamado de “engodo caudal”. Muitas espécies de serpentes, como algumas jararacas brasileiras, fazem isso balançando a ponta do rabo, branquinha, como se fosse uma larva e atraindo principalmente rãs e pererecas famintas. Mas nenhuma outra cobra tem um disfarce tão refinado como a víbora-rabo-de-aranha, a caçadora de pássaros das montanhas do Irã.


henrique-caldeira

Henrique Caldeira Costa,
Departamento de Zoologia
Universidade Federal de Juiz de Fora

Sou biólogo e muito curioso. Desde criança tenho interesse especial em pesquisar os seres vivos, especialmente o mundo animal. Vamos fazer descobertas incríveis aqui!

Matéria publicada em 12.03.2020

COMENTÁRIOS

  • Juliamelocunha

    Eu amei essa revista

    Publicado em 17 de julho de 2021 Responder

  • Henrique Lemos de Carvalho

    Quem colocou uma “aranha” no rabo dessa cobra? Porquê ela mesma não foi. Quem fez ela parecida com as pedras? Porquê ela mesma não foi. Existe uma inteligência criadora na Natureza. É como aquele grilo que parece uma folha verde e se balança como uma folha ai vento, para ficar invisível aos predadores. E aquela mosca que tem “uma aranha” desenhada nas asas para espantar outras aranhas de verdade. Que Deus cria essas coisas?

    Publicado em 26 de setembro de 2021 Responder

CONTEÚDO RELACIONADO

Bem lá no fundo do oceano

Segure o fôlego e mergulhe para descobrir o que há no mar profundo!

Monumento ao Dois de Julho

Ele fica em Salvador, na Bahia, e é um marco no processo de Independência do Brasil