Recordistas na corrida

Aposto que você já se perguntou qual é o animal mais rápido do mundo. O leitor Heytor Furlan quer saber e nós respondemos: o bicho mais veloz de todos é o falcão-peregrino (Falco peregrinus), que consegue atingir incríveis 350 quilômetros por hora em um mergulho para caçar outras aves, peixes e coelhos. Com uma visão poderosa, ele avista outro animal a mais de um quilômetro de distância!

De porte pequeno – chega a medir 50 centímetros –, o falcão-peregrino gosta de caçar em terra e em água (Foto: Wikimedia Commons / Kevin Cole)

De porte pequeno – chega a medir 50 centímetros –, o falcão-peregrino gosta de caçar em terra e em água (Foto: Wikimedia Commons / Kevin Cole)

“Sua estratégia é perfeita. Ele se posiciona e mergulha no ar com a ajuda da gravidade”, explica Rodrigo Teixeira, diretor e médico veterinário do Zoológico Municipal de Sorocaba, em São Paulo. “Na descida, o falcão posiciona as penas em um ângulo que diminui o atrito com o ar, o que o faz ganhar mais velocidade”.

Deixando de lado os animais voadores, em terra, a chita ou guepardo (Acinonyx jubatus) ganha em disparada. Para os cientistas, há controvérsias quanto à velocidade máxima que ela consegue alcançar, mas sabe-se que pode atingir mais de 90 quilômetros por hora em uma corrida curta. Entre os fatores que influenciam seu incrível desempenho estão seu peso reduzido e seu corpo aerodinâmico.

Uma chita adulta pesa cerca de 50 quilos e consegue desestabilizar sua presa pela velocidade, o que a faz perder o equilíbrio e, muitas vezes, capotar. Sua coluna é extremamente flexível e garante melhor propulsão para os membros dianteiros e traseiros (Foto: Wikimedia Commons / Malene Thyssen)

Uma chita adulta pesa cerca de 50 quilos e consegue desestabilizar sua presa pela velocidade, o que a faz perder o equilíbrio e, muitas vezes, capotar. Sua coluna é extremamente flexível e garante melhor propulsão para os membros dianteiros e traseiros (Foto: Wikimedia Commons / Malene Thyssen)

O animal utiliza essa capacidade com inteligência: as chitas costumam caçar em pequenos bandos formados apenas por fêmeas. Como uma equipe, elas se dividem pela área ao redor da presa e começam a perseguição – enquanto seu alvo tenta fugir, cada uma corre um pequeno trecho, geralmente 400 a 600 metros. Assim, quando uma se cansa, a outra começa a correr. “É como se elas estivessem participando de um revezamento de atletismo, aquela modalidade em que os atletas passam um bastão entre si”, compara Rodrigo.

Extremamente veloz quando pula para fora d’água, a velocidade do agulhão bandeira cai para cerca de 60 quilômetros por hora quando está só nadando (Foto: Wikimedia Commons/Rich Gasparian)

Extremamente veloz quando pula para fora d’água, a velocidade do agulhão bandeira cai para cerca de 60 quilômetros por hora quando está só nadando (Foto: Wikimedia Commons/Rich Gasparian)

Nos oceanos, dois bichos dividem o posto de campeões: o agulhão-bandeira (Istiophorus platypterus) e os golfinhos. O primeiro consegue atingir até 110 quilômetros por hora, mas apenas quando salta para fora d’água. Já entre os golfinhos, segundo Rodrigo, existem muitas espécies que são rápidas, mas, de forma geral, todas atingem uma velocidade média de até 40 quilômetros por hora. Disputa acirrada!

Matéria publicada em 05.11.2013

COMENTÁRIOS

Padrão do site

Sou o mascote da CHC. Troquei a pré-história pelo mundo virtual para mostrar a você o lado curioso e divertido da ciência.

CONTEÚDO RELACIONADO

Grêmio Recreativo Escola de Samba Turma do Rex apresenta… A história do carnaval!

Rex, Diná e Zíper vão passar o carnaval no Rio de Janeiro e aproveitam para contar a você muitas curiosidades sobre o passado dessa festa!