Viagem ao fundo do mar

Você já ouviu falar do livro Vinte mil léguas submarinas, do escritor Júlio Verne? Ele conta a história do capitão Nemo e seu submarino gigante, o Nautilus. Na viagem, os tripulantes viajam 20 mil léguas no fundo do mar e passam por muitas situações perigosas, como enfrentar uma lula gigante.

Saindo da ficção para a realidade, os pesquisadores da Universidade do Vale do Itajaí também estão embarcando em uma aventura submarina – mas, alto lá! Não esperam encontrar perigos como os descritos por Júlio Verne. Eles querem desvendar os mistérios da margem continental brasileira (a parte da crosta terrestre que fica submersa) e descobrir, por exemplo, que tipo de vida há em certas regiões do oceano.

Segundo o oceanógrafo José Angel Alvarez Perez, que vai participar da aventura, a pesquisa tem o objetivo de explorar a vida presente na elevação do Rio Grande, cadeia de montanhas no fundo do oceano. “Vamos comparar o tipo de biodiversidade dessa área com outros locais profundos da costa brasileira”, contou o pesquisador à CHC.

O submersível Shinkai 6500 tem uma bola de titânio pressurizada que permite que, mesmo a uma enorme profundidade, seu interior se mantenha na pressão atmosférica (Foto: Divulgação)

O submersível Shinkai 6500 tem uma bola de titânio pressurizada que permite que, mesmo a uma enorme profundidade, seu interior se mantenha na pressão atmosférica (Foto: Divulgação)

Para isso, os pesquisadores vão contar com um transporte especial: o submersível Shinkai 6500. Tripulado por até três pessoas – um cientista e dois técnicos –, ele pode chegar a seis mil metros de profundidade.

Cada passeio dura cerca de seis horas. “São duas horas para chegar até o fundo do oceano, mais duas horas para nossas atividades e duas horas para o retorno à superfície”, explica José Angel.

O registro da expedição será feito por um conjunto de equipamentos eletrônicos do submersível, que farão fotos e vídeos em alta resolução. Além disso, a expedição vai fazer uma coleta de material orgânico, com a ajuda de braços mecânicos que vão retirar o material do fundo do mar. Eu estou doida para saber o que eles vão trazer, e você?

Matéria publicada em 15.04.2013

COMENTÁRIOS

  • Anna Elise

    Eu já li alguns trechos dos textos de Júlio Verne e achei muito legal!

    Publicado em 17 de setembro de 2018 Responder

    • Anna Clara

      Ajo julio verne ótimo

      Publicado em 20 de maio de 2020 Responder

  • Anna Clara

    😁😁😁😁😁😁😁😆😆😆😆😆😊😊😊😊😊☺☺☺☺😀😀😀😀😀😀😀😀😃😃😃😃😃😃😃😃😄😄😄😄😄😄💜💜💜💜💜💜💜💙💙💙💙💙💙💚💚💚💚💚💛💛💛💛💛💛💖💖💖💖💖💖💖💖💟💟💟💟💟💟💗💗💗💗💗💗💗💗💞💞💞💞💞💞💞💞👍👌👎✊✌✋👊☝👆👇👈👉👋👏👐🔰💄👞👟👑👒🎩🎓👓👠👡⌚👔👢👕👚👖👜💼🎒👙👝🐺🐺🐺🐺🐺🐺🐤🐤🐤🐤⛪😂😂😂😂😀😃😄😄😄😑♌♌♌♌♌♋♋♋♋♋♊♉🔝🔙🔛🔜🔚⏳⌛😠😴😯😇😈😈😈😈😈😈😯😯

    Publicado em 20 de maio de 2020 Responder

Envie um comentário

Fernanda-Tavora

Sou curiosa até não poder mais! Gosto de conhecer diversos assuntos e, aqui na CHC, aprendo mais e mais todos os dias.

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat