(Des)encontrando Dory

Quem não curte um bom filme, praia, mar e peixes coloridos? E tudo isso junto, durante as férias? Delícia! Não é à toa que o filme Procurando Dory, que estreou nos cinemas nas últimas férias, é um grande sucesso. Mas você sabia que Dory, Nemo, e seus amigos existem na vida real?

Achamos a Dory! É um simpático peixe cirurgião (<i>Paracanthurus hepatus</i>) em Bali, Indonésia. (foto: João Paulo Krajewski)

Achamos a Dory! É um simpático peixe cirurgião (Paracanthurus hepatus) em Bali, Indonésia. (foto: João Paulo Krajewski)

Bem, não são exatamente os personagens de Procurando Dory e Procurando Nemo que você vai encontrar no mar, mas peixinhos muito parecidos com os dos filmes. Dory, por exemplo, é um peixe-cirurgião (Paracanthurus hepatus), enquanto Nemo é um peixe-palhaço (Amphiprion ocellaris).

Nemo e Marlin, são vocês? Dois lindos peixes-palhaço (<i>Amphiprion percula</i>). (foto: João Paulo Krajewski)

Nemo e Marlin, são vocês? Dois lindos peixes-palhaço (Amphiprion percula). (foto: João Paulo Krajewski)

Infelizmente, Dory e Nemo não vivem nos mares brasileiros, e você vai suar um bocado para vê-los nos mares em que vivem, já que é preciso ir até o outro lado do mundo: Austrália, Indonésia e outros países banhados pelos oceanos Índico e Pacífico (vale lembrar: o oceano das praias do Brasil é o Atlântico). Haja viagem de avião e de barco para chegar até lá…

Um dos coloridos recifes de corais do Oceano Pacífico, onde moram Dory, Nemo e a sua turma de amigos. (foto: João Paulo Krajewski)

Um dos coloridos recifes de corais do Oceano Pacífico, onde moram Dory, Nemo e a sua turma de amigos. (foto: João Paulo Krajewski)

Os dois peixinhos vivem em ambientes marinhos conhecidos como recifes de corais, muito famosos por sua beleza, águas claras e quentinhas, e pela grande variedade de animais que vivem ali – muitos deles tão coloridos quanto os personagens do filme. Seja na vida real ou no cinema, é impossível não se apaixonar por peixes tão lindos e pelo cenário fantástico onde vivem!

Tubarão-baleia (<i>Rhincodon typus</i>): um verdadeiro gigante gentil dos mares, assim como a simpática Destiny, do filme <i>Procurando Dory</i>. (foto: João Paulo Krajewski)

Tubarão-baleia (Rhincodon typus): um verdadeiro gigante gentil dos mares, assim como a simpática Destiny, do filme Procurando Dory. (foto: João Paulo Krajewski)

Pela dificuldade de ver esses peixes nos recifes do outro lado do mundo, muitos fãs da Dory e do Nemo acabam procurando as lojas de aquário para ter um deles (ou os dois) em casa. O problema é que, assim como os dois filmes mostram, essas espécies gostam mesmo é de viver no mar.

Leões-marinhos (<i>Neophoca cinerea</i>) bigodudos e simpáticos. Vocês sabem onde está a Dory? (foto: João Paulo Krajewski)

Leões-marinhos (Neophoca cinerea) bigodudos e simpáticos. Vocês sabem onde está a Dory? (foto: João Paulo Krajewski)

No caso da Dory, tem mais uma complicação: ainda não se sabe como fazer os filhotes dessa espécie nascerem em aquário. Por isso, todos os peixes parecidos com a Dory que estão em aquários nasceram no mar, onde foram capturados e depois transportados para outros lugares. A retirada de seu hábitat natural pode machucar (e muito!) os peixinhos, que podem até morrer durante a longa viagem ao Brasil. Além disso, peixes como a Dory dificilmente se acostumam à vida em aquários, que é muito diferente da vida no mar. Por isso, é comum pegarem doenças difíceis de tratar.

Raias-chita (<i>Aetobatus narinari</i>) são a espécie do Tio Raia, personagem que leva os filhotinhos dos peixes para passear. (foto: João Paulo Krajewski)

Raias-chita (Aetobatus narinari) são a espécie do Tio Raia, personagem que leva os filhotinhos dos peixes para passear. (foto: João Paulo Krajewski)

Assim, Dory, Nemo e seus amigos certamente são grandes artistas das telinhas, mas não são bichos de estimação. A melhor forma de encontrar Dory é viajar até os belos locais onde ela vive ou, mais fácil ainda, assistir aos filmes estrelados por ela e tantos outros animais coloridos. Afinal, filme bom a gente assiste sempre!

Matéria publicada em 24.08.2016

COMENTÁRIOS

  • Bernardo Neiva de Menezes Lopes

    Olá, Editor da CHC ,
    Meu nome é Bernardo Neiva e sou estudante do 4o ano. Não sabia que não pode criar peixes que vivem em corais em aquários. Esse SITE me ajudou a descobrir coisas que não sabia.
    Enviem mais curiosidades.
    Um grande abraço.
    Bernardo Neiva.

    Publicado em 17 de junho de 2020 Responder

    • MANUELA

      muito legal mais eu não vou poder ter um em casa por queeeeeee

      Publicado em 30 de novembro de 2021 Responder

  • Isac

    Oi meu nome é Isac não sabia que os peixes Dory e Nemo egite na vida real mea judou muito beijos abraços chc

    Publicado em 13 de julho de 2020 Responder

    • Narutin BR

      Não te perguntei nada e ainda escreve errado

      Publicado em 15 de junho de 2022 Responder

    • Davi

      Não te perguntei nada e ainda escreve errado

      Publicado em 15 de junho de 2022 Responder

  • l

    Adorei descobrir que nem todas as espécies de pexes podem viver em aquarios

    Publicado em 7 de agosto de 2020 Responder

  • PIETRO

    NOSSA O NEMO E A DORE EXISTEM QUE LEGAL E MESMO EU ASSISTI NO CINEMA E É MO LEGAL E FICO FAMOSO MESMO EM E ADOREI A CHC ABRAÇO DO Pietro e tchau

    Publicado em 31 de agosto de 2020 Responder

  • FELIPE FOLLETTO ALVES

    OI PESSOAL DA CHC! ACHEI BEM LEGAL A MATÉRIA DOS PEIXES DOS FILMES PROCURANDO NEMO E PROCURANDO DORY. SOU O FELIPE, DE PORTO ALEGRE, RIO GRANDE DO SUL. ABRAÇOS, TCHAU!

    Publicado em 18 de setembro de 2020 Responder

  • ISABELLA TEIXEIRA GERLACH

    meu nome e isabella Teixeira e adorei de saber esse texto porque eu eu vi que não podia por a dory e o Nemo no aquário porque eles gostam de viver no mar

    Publicado em 3 de novembro de 2020 Responder

  • miguelpillotto

    e verdade vou jogar meu peixe fora

    Publicado em 10 de novembro de 2020 Responder

  • HERIQUE VIEIRA – 4° ANO -COLÉGIO AUGUSTUS – SABARÁ / MINAS GERAIS

    Adorei a noticia, muito interessante principalmente porque eu já assisti o filme.

    Publicado em 25 de novembro de 2020 Responder

    • Professora Naiara – 4° ano

      Henrique, também gostei muito. Essa noticia também serviu como alerta para nós quanto a preservação da
      vida de animais marinhos.
      Parabéns pela escolha da reportagem e adorei seu comentário, meu bem.
      Beijos mil,
      Tia Naiara.

      Publicado em 25 de novembro de 2020 Responder

  • Loly

    Bom eu sabia que a espécie de Nemo e Dory existiam na vida real, mas é muito legal, entender que alguns peixes não sobreviveriam em aquários, e acho que não seria legal fazer isso com peixes que viveriam muito melhor no seu habitat do que em um lugar bem longe de seu lar.

    Publicado em 22 de março de 2021 Responder

  • Profª Sandra

    OLÁ PESSOAL DA CHC!
    SOMOS ALUNOS DO 5 ANO A DA ESCOLA ADÉLIA CHUCRI NEME DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS
    ADORAMOS CONHECER A DORY E O NEMO NA VIDA REAL E SEUS NOMES CIENTÍFICOS . SABER QUE ELES NÃO PROCRIAM EM AQUÁRIO NOS DEIXA MUITO TRISTES PORQUE ELES VÃO MORRER E DEVEM VIVER NA NATUREZA.
    VOCÊS PODERIAM ESCREVER PORQUE DORY É CONHECIDO COMO PEIXE CIRURGIÃO.
    TCHAU, UM GRANDE ABRAÇO DO 5 ANO A

    Publicado em 17 de junho de 2021 Responder

  • barbara 💜🐼

    eu amo o filme procurando nemo e eu achei lindo aquele peixe azul e a arraia

    Publicado em 17 de junho de 2021 Responder

  • 🥰Micaela

    🙂🙂🙂😁😁😁

    Publicado em 11 de outubro de 2021 Responder

  • Islaine

    Achei muito legal essa notícia.

    Publicado em 4 de novembro de 2021 Responder

  • Sofia🦩

    Eu amo peixes alias o filme dori

    Beijos Sofia

    CHC eu gosto muito de vc tchau 👋

    Publicado em 9 de novembro de 2021 Responder

  • maria sousa

    ameia achei super informativo !!

    Publicado em 2 de dezembro de 2021 Responder

Envie um comentário

Ivan Sazima e Roberta Bonaldo

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat