Pequenas explosões em caixinha

Com certeza, você conhece o estalinho ou biribinha. Tradicional nas festas juninas, ele atrai a atenção pelo som que produz. Do tamanho aproximado de uma ervilha, vem embrulhado em papel fino, branco ou colorido, com um rabinho retorcido, por onde geralmente o pegamos.

Se o estalinho for atirado contra uma superfície dura, como o piso ou a parede de uma casa, ou até mesmo se for apertado entre os dedos, produz uma pequena explosão, com um estalo característico. A explosão é inofensiva, pela pequena quantidade de explosivo que o estalinho contém. Assim, não produz qualquer dano, mesmo se o estalinho estiver em contato com a pele. Por isso, pode ser usado por crianças.

Os estalinhos contêm pedrinhas envolvidas por uma pequena quantidade de explosivo (foto: Mara Figueira).

Por trás do som
Mas por que o estalinho explode, produzindo som? Ali, enroladas no papel, encontram-se várias pedrinhas, que são recobertas por uma pequena quantidade de fulminato de prata: um explosivo, criado em 1820, que possui pouca utilidade prática por ser muito sensível ao impacto, atrito, calor, pressão e eletricidade. Ou seja, por explodir facilmente!

Quando lançamos o estalinho no chão ou o esprememos entre os dedos, acontece uma fricção das pedrinhas com o fulminato de prata. Isso faz com que ele detone, gerando gases, como o monóxido de carbono e o nitrogênio, que se expandem rapidamente. Os gases em expansão empurram o ar em volta do estalinho para fora, comprimindo-o contra as molécular de ar mais externas, gerando uma região de alta pressão, processo que produz o estalo que ouvimos.  É por isso que os estalinhos costumam ser vendidos em uma embalagem com serragem. A serragem amortece o impacto e evita que os estalinhos estourem durante o transporte e o manuseio da embalagem.

Pelo mundo

 

O estalinho é fabricado desde os anos de 1950 e seus principais produtores são o Brasil, a Coréia e a China. Nos Estados Unidos, ele pode ser encontrado o ano todo em lojas de brinquedo. Além de marcar presença nas festas juninas no Brasil, o estalinho também é tradicionalmente usado nas celebrações do ano novo chinês.

Você sabia?
Os lançadores de confete, de papel laminado ou de serpentinas, que estão se tornando populares nas festas de aniversário, também são dispositivos explosivos que contêm fulminato de prata. Para que eles funcionem, é preciso girar a base do tubo ou puxar um cordão, dependendo do modelo do lançador. O atrito produzido com esse gesto provoca a detonação do fulminato de prata. Com isso, há uma expansão do ar, que rompe a tampa de papel, lançando uma chuva de confete, papel laminado ou serpentina.

 

Matéria publicada em 16.07.2010

COMENTÁRIOS

  • Caroline oliveira fuehr

    Amei saber porque os estalinhos explodem e porque fazem som

    Publicado em 9 de outubro de 2020 Responder

  • Caroline oliveira fuehr

    Amei saber porque os estalinhos explodem e porque fazem som. Legal né vejam o porquê e vai entender o que estou dizendo.

    Publicado em 9 de outubro de 2020 Responder

  • GIOVANNI DE MELO

    O QUE ACONTECE SE EU COMER UMA???
    COMI UMA PRECISO DE AJUDA PFF

    Publicado em 6 de dezembro de 2021 Responder

Envie um comentário

Joab Trajano Silva

Desde criança, o autor da coluna No laboratório do Sr. Q pensava em ser biólogo. Mas, enquanto cursava a faculdade, descobriu que precisava de conhecimentos químicos para entender como os seres vivos funcionam. Juntou as duas coisas e foi ser bioquímico.

CONTEÚDO RELACIONADO

Parque Nacional de Itatiaia

A primeira área de preservação ambiental do Brasil

Pequenos notáveis

Conheça os peixes criptobênticos!

Open chat