Cada onça no seu galho

Cena comum em desenhos animados: volta e meia um gato sobe em uma árvore e precisa ser resgatado porque não conseguiu descer. Entretanto, outros felinos podem se dar muito bem no alto dos galhos. É o caso das onças-pintadas das florestas inundadas da Amazônia.

Diferentemente dos gatos domésticos, a onça-pintada vive tranquilamente em cima das árvores. (foto: Emiliano Esterci Ramalho)

Diferentemente dos gatos domésticos, a onça-pintada vive tranquilamente em cima das árvores. (foto: Emiliano Esterci Ramalho)

Segundo o pesquisador Emiliano Esterci Ramalho do Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá, elas gostam de zanzar de galho em galho durante os períodos de cheia, quando o solo da floresta fica embaixo d´água.

Isso acontece na reserva Mamirauá, que fica a mais ou menos 600 quilômetros de Manaus. “Em algumas épocas do ano, por conta das chuvas, há uma variação do nível da água de até dez metros, deixando a área totalmente ‘sem chão'”, conta Emiliano, responsável pelo estudo.

Olha a folga! Será que essa onça está tirando uma soneca ali em cima da árvore? (foto: Emiliano Esterci Ramalho)

Olha a folga! Será que essa onça está tirando uma soneca ali em cima da árvore? (foto: Emiliano Esterci Ramalho)

Como a temporada de cheia dura de três a quatro meses, a equipe de Emiliano ficou curiosa para descobrir como as onças faziam para fugir da área alagada. Então, os pesquisadores colocaram colares com GPS em algumas onças para acompanhá-las  de perto durante os períodos de cheia, além de instalarem armadilhas fotográficas pela floresta.

E não é que a estratégia deu certo? Adivinha onde os cientistas conseguiram flagrar, pela primeira vez, uma onça descansando junto com um filhote? Isso mesmo: em cima de uma árvore, no meio de uma área totalmente alagada, onde o solo seco mais próximo estava a 12 quilômetros de distância.

Esta simpática onça está com um colar especial equipado com GPS. Entender os hábitos desses grandes felinos é fundamental para que os pesquisadores possam propor estratégias mais adequadas e mais eficientes para preservá-los. (foto: Emiliano Esterci Ramalho)

Esta simpática onça está com um colar especial equipado com GPS. Entender os hábitos desses grandes felinos é fundamental para que os pesquisadores possam propor estratégias mais adequadas e mais eficientes para preservá-los. (foto: Emiliano Esterci Ramalho)

A descoberta mostra mais uma grande diferença entre os gatos domésticos e as temidas onças. Se os gatinhos têm medo de água e odeiam tomar banho, as onças não estão nem aí para esse problema. Elas são carnívoras e precisam de grandes quantidades de carne para sobreviver – assim, no período de alagamento, quase todo dia elas são obrigadas a nadar de uma árvore para outra em busca de alimento.

É por isso que, durante os períodos de inundação na floresta, o cardápio da onça varia geralmente entre macacos e preguiças. Não é à toa: afinal, são animais que vivem nas árvores.

Se alguém tinha dúvidas, elas estão finalmente esclarecidas: onças não só conseguem subir em árvores, como passam boa parte do ano vivendo entre um galho e outro. (foto: Emiliano Esterci Ramalho)

Se alguém tinha dúvidas, elas estão finalmente esclarecidas: onças não só conseguem subir em árvores, como passam boa parte do ano vivendo entre um galho e outro. (foto: Emiliano Esterci Ramalho)

A pesquisa serviu para reafirmar a capacidade de adaptação da onça-pintada, que vive tanto em áreas secas, quase desérticas, quanto em áreas alagadas, como o Pantanal e a Amazônia. “A espécie já era conhecida por sua incrível flexibilidade ecológica que permite a ela sobreviver em ambientes muito diferentes”, lembra Emiliano. “Mas esse comportamento arbóreo nunca havia sido observado antes em felinos de grande porte.”

Matéria publicada em 17.07.2014

COMENTÁRIOS

  • Anna Elise

    Que legal que elas consiguiram arranjar um jeito de viverem durante o alagamento !

    Publicado em 5 de fevereiro de 2019 Responder

  • Grazielly

    Gostei de ler sobre a onça e o modo em que elas vivem.😜

    Publicado em 21 de outubro de 2020 Responder

  • Mari

    Meu animal favorito são as onças pintadas. Acho elas são incríveis em caça e inteligência.
    E amo a CHC por esses incríveis conteúdos!.

    Publicado em 12 de maio de 2022 Responder

  • Evelise Chim Soriano

    Amei o texto! Trabalhei com os meus alunos do 5° ano.. Abrange muitos conteúdos

    Publicado em 3 de junho de 2022 Responder

Envie um comentário

Gabriel Toscano

Gosto de ouvir música, ver filmes, ler livros, viajar e conhecer pessoas diferentes. Estou sempre procurando aprender coisas novas!

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat