Brasileirinha

Em abril existem duas datas importantes para alguns brasileiros: o dia 21, morte de Tiradentes – que lutou pela independência do Brasil -, considerado herói nacional; e o dia 22 – que foi quando o primeiro europeu pisou em terras brasileiras. E que tal falar um pouco de uma espécie, que hoje é muito rara, mas que era encontrada aos montes há séculos, quando acontecerem esses fatos: o pau-brasil!

O pau-brasil, árvore símbolo do nosso país, é hoje uma espécie muito rara. (foto: Oliveira. W. C.)

O pau-brasil, árvore símbolo do nosso país, é hoje uma espécie muito rara. (foto: Oliveira. W. C.)

Você sabia que essa árvore é protegida por lei e não pode mais ser cortada das florestas? Ela é símbolo do Brasil, tem valor histórico e um dia todinho só para ela, 03 de maio, Dia Nacional do Pau-brasil. No período de colonização, quando o território brasileiro era de Portugal, é possível que a grande exploração e a importância econômica dessa espécie tenham gerado a mudança do nome do nosso país de: “Terra de Santa Cruz”, dado pelos portugueses no século 16, para “Brasil”.

 

Colorido e explorado

Os europeus utilizavam inicialmente a madeira desta árvore para extrair um corante vermelho usado por eles para tingir tecidos. A madeira passou, então, a ser utilizada também para fabricar arcos de violinos, pois era considerada a melhor entre todas as outras madeiras para este fim. Por isso, as populações naturais de pau-brasil, que eram encontradas na floresta atlântica, foram fortemente exploradas, ao mesmo tempo em que a própria floresta era devastada, ocupada e ameaçada.

A floresta atlântica que originalmente se estendia do Rio Grande do Norte ao Rio Grande do Sul, por causa da grande exploração, hoje está reduzida a menos de 16% da sua cobertura original e só podemos encontrá-la em pequenos fragmentos. Ainda assim, ela abriga muitas espécies de plantas e de animais, muitas só encontradas nesta floresta. Ainda hoje, mesmo com grande parte da mata destruída, ela ainda é considerada, proporcionalmente, a mais rica em variedade de bichos e plantas do planeta.

 

Brasileirinha em flor

Paubrasilia echinata (até bem pouco tempo chamada de Caesalpinia echinata) é o nome científico do pau-brasil, que é uma leguminosa nativa da floresta atlântica e que está ameaçada de extinção, incluída na Lista Oficial de Espécies da Flora Brasileira Ameaçadas de Extinção. A árvore pode chegar a até 30 metros de altura, tem seu tronco e galhos de cor acinzentada e com espinhos. As flores apresentam cinco pétalas, quatro totalmente amarelas e uma que é amarela com uma mancha vermelha no centro. Essa pétala diferente é chamada de “estandarte”, por chamar a atenção das abelhas, que são seus polinizadores. Ela funciona como um guia visual para as abelhas encontrarem o néctar ao visitarem as flores do pau-brasil.

Flor de pau-brasil. (foto: Oliveira. W. C.)

Flor de pau-brasil. (foto: Oliveira. W. C.)

Os frutos são vagens verdes que quando estão maduras se tornam secas e marrons. Esse tipo de fruto é chamado de legume, que é um fruto bem comum na família do pau-brasil. No pau-brasil há espinhos até nas vagens, que alguns autores já compararam com ouriços.

Atualmente, o pau-brasil é muito encontrado em áreas urbanas (praças, parques e avenidas) e dessa forma podem contribuir para a movimentação dos polinizadores entre espaços verdes urbanos e áreas naturais de floresta atlântica próximas desses espaços. Assim, dizemos que suas árvores plantadas nesses locais podem ajudar para a conservação “ex situ” que para a ciência quer dizer “fora do seu lugar de origem”. Mesmo assim, a espécie continua interagindo com o meio ambiente e cumprindo seu papel na natureza.

Matéria publicada em 24.04.2017

COMENTÁRIOS

Envie um comentário

Willams Costa de Oliveira e Ariadna Valentina Lopes

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?