Pedra, papel, tesoura ou papel, tesoura, fita adesiva???

Há coisas que parecem só existir em sonhos, mas a matemática nos mostra que fazem parte da realidade.

Outro dia, eu tive um sonho com o jogo ‘pedra, papel, tesoura’. Fiquei tão impressionado com esse sonho que resolvi contar aqui. Foi assim: eu estava jogando com um amigo, mas, em vez das nossas mãos, nós usávamos papéis, pedras e tesouras de verdade para jogar! Confesso que estava achando bem engraçado usar coisas de verdade justamente em um sonho, quando uma voz misteriosa disse: “Vocês, sempre jogando esse jogo… será que ainda não saíram da idade da pedra?”. E a voz, como se fosse mágica, de repente fez com que todas as nossas pedras virassem fita adesiva! Depois ela continuou: “Pronto, agora a brincadeira vai ser ‘papel, tesoura, fita  adesiva’ – também é divertido”. A voz, então, pegou uma tira de papel com uma linha tracejada no meio e grudou uma ponta na outra usando a fita adesiva. Mas, antes de grudar, ela torceu uma das pontas, dando meia volta. A tira de papel ficou assim:

 
 


Pedro Roitman,
Instituto de Matemática,
Universidade de Brasília

Sou carioca e nasci no ano do tricampeonato mundial de futebol – para quem é muito jovem, isso aconteceu em 1970, século passado! Enquanto fazia o curso de Física na universidade, fui encantado pela Matemática. Hoje sou professor.

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje das Crianças

admin

CONTEÚDO RELACIONADO

Como nasceram todas as histórias

No início da criação do mundo, as histórias ficavam todas em um baú, aos cuidados de Nyame. Então Ananse, uma criatura metade homem e metade aranha, resolveu ir ao céu buscar histórias para contar.

Fala Aqui!

Este é o espaço para você falar com a CHC! Pergunta que a gente responde!