A cidade secreta dos cupins

Cientistas descobrem cupinzeiros gigantes no nordeste brasileiro

 

Boa parte dos seres humanos vivem hoje em cidades. Desde aquelas bem pequenas e tranquilas, com poucas centenas de habitantes, até as grandes metrópoles cheias de prédios e milhões de pessoas.Mas, você sabia que cidades não são exclusividade de seres humanos?

Alguns animais também constroem “cidades”. Os cupins vivem em colônias formadas por um rei, uma rainha, seus filhos e filhas, que podem ser milhões. Apenas o rei e a rainha se reproduzem, enquanto os cupins operários trabalham buscando e guardando alimento, cuidando dos ninhos,ampliando e reformando a colônia, que é protegida pelos soldados.

 

Existem mais de 3 mil espécies de cupins no mundo, e aproximadamente 300 espécies são conhecidas no Brasil. Ao contrário do que muita gente pensa, cupins não se alimentam apenas de madeira. Na natureza, eles basicamente comem plantas em decomposição e fungos.
Foto Ricardo Solar

 

Muitas espécies de cupins constroem montes duros como tijolos, graças a uma mistura de terra, saliva e cocô – sim, cocô! –dos operários. Esses montes, chamados cupinzeiros ou murundus, geralmente têm poucos centímetros de altura, mas alguns chegam amais de 5 metros! Por dentro, um cupinzeiro possui vários túneis e câmaras, principalmente no subsolo. As câmaras funcionam como cômodos. Há espaços para guardar alimentos, o berçário e a câmara real, onde moram rei e rainha.

 

Geralmente os cupinzeiros, também conhecidos como murundus, medem poucos centímetros de altura, mas alguns murundus são verdadeiros gigantes.
Fotos Rogério Rodrigues Nadal (esquerda) e Roy Funch (direita)

 

Em 2018, um grupo de cientistas divulgou uma descoberta incrível envolvendo uma espécie de cupim do Brasil chamada Syntermes dirus. Em uma área coberta pela vegetação da Caatinga, no nordeste brasileiro,existe um montão de murundus gigantes feitos por esta espécie, com mais ou menos dois metros e meio de altura. A estimativa é de que haja nada menos que 200 milhões de murundus em uma área 150 vezes maior que a cidade de São Paulo! Seria isso uma cidade ou um país de cupins?

Vista aérea dos murundus gigantes encontrados no nordeste do Brasil.
Foto Roy Funch e Jaime Sampaio

 

Os cientistas descobriram que os Syntermes dirus da Caatinga fizeram uma rede imensa de túneis subterrâneos, como se fossem estradas.Os túneis facilitam a coleta de folhas secas, principal alimento dos cupins naquela região, que são guardadas em baixo do solo.

Durante a construção dos túneis, os cupins precisavam retirar a terra do subsolo. De pouco em pouco, à medida que a escavação avançava, montes cada vez maiores de “entulho” foram se formando na superfície, dando origem aos murundus gigantes. Neste caso, vários murundus podem fazer parte de uma mesma colônia, mas os cientistas ainda não sabem quantas colônias existem nessa grande área de cupinzeiros.

Com técnicas avançadas para medir a idade desses montes, os pesquisadores descobriram que os mais antigos foram construídos há quase 4 mil anos, na mesma época em que os antigos egípcios estavam construindo as famosas pirâmides.Se as pirâmides do Egito são consideradas maravilhas feitas pelo ser humano, os murundus gigantes da Caatinga certamente são maravilhas da natureza construídas pelos cupins.


Henrique Caldeira Costa,
Departamento de Biologia Animal
Universidade Federal de Viçosa

Sou biólogo e muito curioso. Desde criança tenho interesse especial em pesquisar os seres vivos, especialmente o mundo animal. Vamos fazer descobertas incríveis aqui!

Matéria publicada em 07.12.2018

COMENTÁRIOS

  • ANNA ELISE

    kkkkkkkkTEXTO MUITO DIVERTIDO.

    Publicado em 2 de março de 2019 Responder

Envie um comentário

CONTEÚDO RELACIONADO

Peixes luminosos

Já passou por essa situação: você está em um lugar afastado da cidade, com pouca luz e, de repente, aparecem pontinhos luminosos acendendo aqui e ali?

Mamãe anel

Você sabia que os anéis de Saturno podem gerar novas luas para o planeta?