Como chegar lá sem se perder

Hoje em dia praticamente todos os aviões e navios que cruzam os oceanos de um lado para o outro do mundo têm um equipamento que permite ao piloto saber sua localização no mapa a todo instante. Este aparelho, chamado de Sistema de Posicionamento Global, ou simplesmente GPS, sigla do nome em inglês, conecta-se por meio de uma antena a diversos satélites em órbita da Terra, e a partir daí calcula a sua própria posição. Ele revolucionou a navegação, isto é, a técnica que permite sair de um lugar e chegar em um outro lugar muito distante sem se perder.

 

Mas mesmo dispondo do GPS, todos os bons navegadores ainda precisam aprender a se orientar e navegar utilizando as técnicas que eram usadas antes de haver satélites e GPS. Afinal de contas, vai que o aparelhinho quebra ou fica sem bateria no meio do caminho?

Durante milênios os seres humanos viajaram de um lugar a outro usando marcos geográficos (montanhas, rios, etc.), o Sol e as estrelas para se orientar. Isto é, para confirmar que estavam indo na direção certa. Isto podia ser feito porque a partir do movimento do Sol ou da distribuição das estrelas é possível determinar em qual direção está o norte (ou o sul), e, a partir daí, é possível ir para qualquer outra direção que faça um ângulo com ela. No entanto, nem sempre fazer isso era uma coisa fácil. Por exemplo, o céu podia estar nublado por muito tempo, dificultando ver as estrelas ou mesmo a posição exata do Sol. Por isso não era muito fácil navegar no mar longe do litoral, porque o barco podia facilmente se perder e ir parar muito longe.

A invenção da bússola foi o que mudou isso. Apesar de ter sido melhorada na Itália no século 13, a ideia da bússola deve ter sido inicialmente desenvolvida mais de cem anos antes na China, onde já se sabia que um tipo de mineral (que hoje chamamos magnetita) podia atrair pedaços de ferro. Além disso, estes “magnetos” (ou ímãs, como são mais conhecidos) mostravam outras curiosas propriedades: eles podiam se atrair ou se repelir uns aos outros, dependendo de qual lado (ou polo) fosse aproximado do outro ímã. Se tivessem um formato alongado, fossem leves o suficiente e colocados sobre um apoio que permitisse que girassem, eles se posicionavam sempre de forma a apontar na direção norte-sul.


Ora, eis aí uma coisa muito útil para a navegação! As bússolas nada mais eram, portanto, que ímãs bem leves em forma de “barrinhas” ou agulhas apoiados sobre um pino para que pudessem girar livremente, e colocados em caixas ao abrigo do vento. Com elas era possível determinar a direção norte-sul de forma imediata e independente do tempo estar bom ou ruim, o que permitiu pela primeira vez uma navegação precisa através dos oceanos, resultando, entre outras coisas, na descoberta da América pelos europeus no século 15, incluindo aí, é claro, a descoberta do Brasil pelos portugueses.

O famoso físico Albert Einstein dizia que o que o motivou para a ciência foi ter ganho de seu pai uma bússola quando criança. Ele falava que o objeto parecia mágico, como se houvesse uma “força” misteriosa que vinda não se sabe de onde fazia com que a agulha se movesse e finalmente parasse certinho sempre na mesma direção. Einstein era provavelmente muito pequeno ainda para saber que, em 1600, William Gilbert, um sábio inglês, havia publicado um livro, chamado justamente De Magnete, que quer dizer “Sobre os Ímãs”, em latim. Nele, Gilbert dava uma ideia genial para explicar por que os ímãs das bússolas apontavam sempre para a direção norte-sul. Ele imaginou que a própria Terra se comportava como um ímã, atraindo para o seus polos os polos do ímã da bússola!

Beto Pimentel
Colégio de Aplicação
Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Matéria publicada em 24.02.2011

COMENTÁRIOS

  • Anna Elise

    Ainda existem bússolas aqui no Brasil?

    Publicado em 21 de outubro de 2018 Responder

    • Sophia

      Sim e podemos construir com ímã e uma agulha!

      Espero muito que tenho ajudado!!!

      Publicado em 1 de setembro de 2020 Responder

      • Miguel Valerio Fernandes Silva

        claro que você ajudou e bom ajudar

        Publicado em 6 de outubro de 2020

  • Enri Augusto Sampaio Mizochi

    Sim ainda existem principalmente navios, pois e uma forma segura de não se perder.

    Publicado em 15 de junho de 2020 Responder

  • Olavo Diego Escroque da Silva

    ainda existe aposicao das estrelas e do sol?

    Publicado em 16 de junho de 2020 Responder

    • Giovanni da Silveira Gonçalves

      Eu acho q sim

      Publicado em 22 de julho de 2020 Responder

  • Guilherme Henrique Jacomelli de Oliveira

    O texto ele me ensinou mais sobre a bússola e o sol

    Publicado em 30 de junho de 2020 Responder

  • Matheus Oliveira de Sousa

    a bussola serve para voçe não se perder

    Publicado em 10 de julho de 2020 Responder

    • Miguel Valerio Fernandes Silva

      se escreve você

      Publicado em 6 de outubro de 2020 Responder

  • Pedro Henrique Pereira de Carvalho

    a bussola foi ou ainda é um material util para nao se perder ou saber onde guardou ou deixou algo ex: coloquei uma bolsa e apontei a bussola saberei se a bolsa esta no norte ou sul se eu utilizar a bussola mesmo com GPS eu gostaria de ter e usar alguma bussola

    Publicado em 13 de julho de 2020 Responder

  • Isabela Marchetti Ongilio

    Antigamente como não avia gps as pessoas usavam o sol e as estrelas para se locomover e não se perder , hoje existe o gps . A bussola foi ou ainda pode ser um material muito usado para saber o sul , leste , norte e oeste , mas hoje as pessoas acham mais fácil o gps porque ele te leva pra qualquer lugar e traça o caminho , eu acho a bussola bem legal mas não muito pratica como o gps , porque a bussola não mostra a rua avenida , numero e etc . Eu acho mas pratico um gps .

    Publicado em 14 de agosto de 2020 Responder

  • Yasmin Sara de Oliveira

    antigamente avia gps o so bussula

    Publicado em 18 de agosto de 2020 Responder

    • Maria Eduarda Brusiano

      O texto fala sobre as maneiras para se localizar como o GPS. Mas foca muito na bússola que era muito utilizada nas grandes navegações e até hoje é muito utilizada também fala que as bússolas só conseguem apontar para o norte e sul pois a terra é um grande uma
      Foi o que eu entendi do texto

      Publicado em 24 de setembro de 2020 Responder

  • Robson Gustavo Volpe Rocha

    Apesar do GPS facilitar bastante hoje em dia a bússola ainda é bem útil.

    Publicado em 18 de agosto de 2020 Responder

  • Ismael Amando Coelho

    Como que foi criado a bússola?

    Publicado em 19 de agosto de 2020 Responder

  • Renato Andrade Araújo da Silva

    Antigamente era muito difícil viajar, sem GPS. As pessoas só viajava com a bússola. Ou olhando para o sol e para as estrelas.para ter um ponto de referência

    Publicado em 21 de agosto de 2020 Responder

  • Kaius Caynã Perasolli Kruth Nappi

    No passado usavam o sol e as estrelas para saber o tempo ,depois veio a bússola para saber as direções norte ,sul ,leste,oeste e hoje nos usamos o gps

    Publicado em 28 de agosto de 2020 Responder

  • Sophia

    Aprendi que antes não havia GPS ou algo do tipo é que os navegadores tinham que usar outras técnicas para se orientar como montanhas, rio…
    Depois de um tempo foi criada a bússola que foi um grande marco na navegação.

    Publicado em 1 de setembro de 2020 Responder

  • Kaique Cesar Barbosa de Camargo

    A bussola ainda é útil porque guia o caminho norte, sul, leste, oeste e outros, e foi muito importante para os grandes navegadores e para a história do mundo. Mas várias pessoas ainda preferem o GPS porque é mais fácil para achar o caminho, porém pode ser que perca o sinal e você fique sem chegar ao seu destino. Já a bússola não falha nem perde o sinal, na verdade serve para guiar até seu destino, onde você poderá ver os pontos que quer achar e o destino que quer chegar.

    Publicado em 24 de setembro de 2020 Responder

  • João Pedro Coutinho Nunes

    A Busula leva as pessoas para casa com segurança

    Publicado em 24 de setembro de 2020 Responder

  • Miguel Valerio Fernandes Silva

    oi eu queria ter uma bussola ia ser legal imagina se agente sair de casa e ir para outro lugar e saber na onde é só com a bussola porque vai que celular acaba a bateria

    Publicado em 6 de outubro de 2020 Responder

    • Vitor Augusto

      Eu achei o texto bem legal ???

      Publicado em 10 de junho de 2021 Responder

  • Lucas Nunes

    Eu achei bem legal o texto

    Publicado em 10 de junho de 2021 Responder

  • geovanna soares

    eu acho esse texto muito bom

    Publicado em 25 de outubro de 2021 Responder

  • geovanna soares

    eu achei bem da hora esse texto

    Publicado em 25 de outubro de 2021 Responder

Beto Pimentel

O autor da coluna A aventura da física é apaixonado por essa ciência desde garoto. Hoje, curte também dar aulas e fazer atividades criativas em contato com a natureza e com as outras pessoas.

CONTEÚDO RELACIONADO

Parque Nacional de Itatiaia

A primeira área de preservação ambiental do Brasil

Pequenos notáveis

Conheça os peixes criptobênticos!