Zoológico de micróbios

Girafa, elefante, zebra, leão são alguns dos animais que normalmente encontramos nos zoológicos. Mas, na Holanda, existe um zoológico diferente, que reúne formas de vida bem menores, invisíveis ao olho nu: os micróbios.

Esse zoológico, chamado de Micropia, expõe mais de cem espécies diferentes de microorganismos, entre bactérias, vírus, microalgas e protozoários. Como enxergar essa coleção tão pequena? Para isso, os visitantes contam com microscópios e imagens aumentadas em telas 3D, que possibilitam ver os micróbios de todos os ângulos.

No museu, há uma parede com 150 placas contendo diferentes microorganismos, dos mais bizarros aos mais fascinantes! (foto: Maarten van der Wal / Micropia)

No museu, há uma parede com 150 placas contendo diferentes microorganismos, dos mais bizarros aos mais fascinantes! (foto: Maarten van der Wal / Micropia)

Lá, é possível vê-los se movimentar, comer e se reproduzir. Todos os organismos são cultivados em laboratório por microbiologistas do museu.

Alguns seres curiosos em exposição são os extremófilos – microorganismos capazes de sobreviver em ambientes e circunstâncias extremas, como em vulcões ou geleiras. Além deles, há também as algas verdes que, apesar de não poderem ser vistas a olho nu, são encontradas em qualquer ambiente aquático, seja água doce ou salgada. Outra espécie muito instigante é o vírus Epstein-Barr, causador da doença herpes.

Além de olhar os micróbios, quem visita o Micropia pode experimentar uma série de atividades interativas como Kiss-o-meter ou beijometrômetro, que mostra às pessoas quantos e que tipos de micróbios elas trocam durante um beijo. Apenas na nossa boca, vivem 700 tipos diferentes de bactérias!

Mas não precisa ter medo: diferente do que se possa imaginar, a visita ao museu dos micróbios é completamente segura. Os microbiologistas garantem que não há riscos de infecção por seres que sejam nocivos aos seres humanos, já que os visitantes não entram em contato direto com nenhum deles. Além disso, muitos microorganismos são essenciais à nossa vida. Sem eles, não teríamos, por exemplo, o pão, e até mesmo grande parte do oxigênio do planeta.

Ficou curioso para conhecer o museu? Então, aproveite para conferir a galeria abaixo:
[jj-ngg-jquery-slider gallery=”72″ html_id=”about-slider” width=”600″ height=”450″center=”1″ effect=”fade” pausetime=”7000″ order=”sortorder” animspeed=”400″]

Matéria publicada em 09.12.2014

COMENTÁRIOS

  • Anna Elise

    Então, os micróbios são essenciais para a vida na Terra, né?

    Publicado em 10 de dezembro de 2018 Responder

  • davi

    egal ahei enteresante

    Publicado em 20 de julho de 2020 Responder

    • Vanessa

      Também achei Davi (Vanessa aq)

      Publicado em 27 de outubro de 2020 Responder

  • Alexandra

    Trabalhei este texto com os meus alunos do 6º ano. Eles acharam muito interessante o museu Micropia e tudo que podemos ver e fazer lá.

    Publicado em 16 de junho de 2021 Responder

  • LALI

    ADOREI! QUERO VISITAR ESSE MUSEL! BEIJOS TACHAU

    Publicado em 30 de junho de 2021 Responder

  • christian

    como podemos acreditar que os microbios não entram em contato em nos se estariamos no maio delas todos?!

    Publicado em 2 de agosto de 2021 Responder

  • CLARA VIEIRA

    É bem interessante vai ajudar os meus estudos do 5 ano

    Publicado em 13 de maio de 2022 Responder

Responder Cancelar resposta

Valentina Leite

Sou apaixonada por cinema, sushi e praia. Adoro escrever, andar de bicicleta, cantar (no chuveiro) e conhecer pessoas novas! Quando pequena queria ser cientista, mas acabei escolhendo ser jornalista e agora escrevo sobre ciência.

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat