Viagem pelo corpo humano

A exposição Corpo humano – real e fascinante usa órgãos e corpos humanos verdadeiros para mostrar como eles funcionam (foto: Mara Figueira).

Mais de 160 mil quilômetros. Para percorrer toda essa distância, você teria que cruzar o Brasil, indo de Roraima ao Rio Grande do Sul e vice-versa, cerca de 15 vezes. Ou, então, se transformar em uma gota de sangue e percorrer os vasos sangüíneos do seu corpo, pois, acredite, há mais de 160 mil quilômetros deles no seu organismo.

Curiosidades como essa aguardam quem visitar a exposição Corpo humano – real e fascinante. Depois de passar por 33 cidades em todo o mundo – entre elas, São Paulo –, a mostra desembarca no Rio de Janeiro a partir de 27 de setembro de 2008, trazendo, como principal atração, 16 corpos e 225 órgãos humanos de verdade. Vindos da China, eles pertenceram a pessoas que tiveram morte natural.

Mas não se preocupe: diante deles, a sensação não deve ser de medo, mas de curiosidade. Afinal, é a sua oportunidade de ver o corpo humano de perto – e em detalhe.

Para resistir ao tempo

O pulmão de um fumante (foto: Mara Figueira).

Os corpos e órgãos em exposição pertenceram a pessoas que doaram seus organismos para serem usados em ações ligadas à ciência e à educação, como é o caso da mostra, que busca revelar como o corpo humano funciona.

Para poderem ser exibidos, eles foram submetidos a um processo especial, chamado polimerização: tiveram toda a sua água retirada e foram impregnados com borracha líquida de silicone. Assim, mantêm-se conservados, não têm cheiro e permanecem em sua forma original, em detalhes.

Dos pés à cabeça
Dividida em nove setores, a mostra apresenta cada um dos sistemas do organismo humano. Há uma parte dedicada apenas ao esqueleto, por exemplo, em que você terá a oportunidade de ver como são os ossos humanos. Existe também uma seção dedicada aos músculos – onde é mostrado como eles estão envolvidos em nosso movimento e postura, na proteção aos órgãos internos e até na manutenção da temperatura do corpo –, além de muito mais.

Um corpo humano fatiado revela como ele é visto por meio de um aparelho chamado ressonância magnética.

Afinal, na exposição, é possível conhecer ainda o sistema nervoso central – o responsável por controlar os processos que nos mantêm vivos e processar os pensamentos e as emoções –, assim como o sistema respiratório, o digestório – que cuida da digestão –, o reprodutivo, o urinário e o circulatório, que é formado pelo coração, pelos vasos sangüíneos e linfáticos.

Para finalizar, a exposição apresenta ainda uma seção chamada “O corpo tratado”, que mostra como os avanços das pesquisas médicas e da tecnologia ajudam a manter o corpo saudável. Nela, você vai poder ver, entre outras curiosidades, um marcapasso – um equipamento utilizado para fornecer ao coração o estímulo necessário para continuar batendo regularmente – e um corpo humano todo fatiado, tal como ele é analisado por um aparelho chamado ressonância magnética, usado para diagnosticar doenças e lesões.

Ver de perto para aprender
Tudo isso é colocado à disposição dos visitantes da mostra por uma razão bastante simples. “Qualquer pessoa deve ser curiosa a respeito do seu corpo, seja ela nova ou idosa”, diz Roy Glover, diretor médico da exposição, à Ciência Hoje das Crianças. “É preciso aprender a respeito dele e conhecê-lo melhor.”

Ver como o corpo é por dentro permite conhecê-lo melhor (foto: divulgação).

Se você, por exemplo, já se perguntou por que temos o paladar, vai descobrir na exposição que, dentro das papilas gustativas, existem pequenas fibras que detectam as moléculas dos alimentos e enviam essa informação ao cérebro. Ele a utiliza para identificar que tipo de alimento você está comendo e, assim, liberar as substâncias químicas necessárias para que o seu organismo possa ingeri-lo. Legal, não é?

Então, se você mora no Rio de Janeiro, está de passagem pela cidade ou vive próximo a ela, não deixe de marcar presença na exposição Corpo humano – real e fascinante. De volta para casa, não vão faltar histórias para contar.

Confira abaixo uma reportagem em vídeo sobre a exposição:

Exposição Corpo Humano – real e fascinante
Museu Histórico Nacional
Praça Marechal Âncora s/nº, Centro, Rio de Janeiro. Tel.: (21) 2550-9220.
De 27 de setembro a 14 de dezembro de 2008.
Terça a domingo, das 9h às 18h.
R$ 40. Quem tem até 21 anos paga meia-entrada.
Menores de 12 anos devem estar acompanhados do responsável.
Agendamento de escolas: (11) 3883-9090.
Ingressos: 4003-1212 (número nacional).

 

Matéria publicada em 26.09.2008

COMENTÁRIOS

Envie um comentário

Mara Figueira

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat