Uma dupla de robôs para lá de dinâmica

O robô menor é o ApriAlpha v3 e o maior, o ApriAttenda, que pode seguir pessoas na rua.

No desenho animado Os Jetsons, a gente acompanha o dia-a-dia de uma família do futuro, que tem um membro muito especial: Rose, uma empregada robô. Ela está sempre a postos para cuidar da casa, das crianças ou mesmo do cachorro – o Astor! – deixando quem assiste aos episódios com vontade de ter uma ajudante assim por perto. Se você faz parte da turma que adoraria ter um auxiliar desse tipo, precisa conhecer os dois robôs da foto ao lado!

ApriAlpha v3 e ApriAttenda foram criados por uma empresa que está interessada, entre outras coisas, em desenvolver robôs que possam auxiliar ou mesmo cuidar de idosos e crianças, tanto em casa quanto em locais públicos. Cada um tem uma habilidade considerada importante para que, mais do que máquinas a serviço das pessoas, sejam suas parceiras, acompanhando-as aonde elas forem ou interagindo com elas.

ApriAlpha v3, por exemplo, é capaz de distinguir e reconhecer determinadas vozes entre muitas outras, mesmo que venham das mais variadas direções. O robô – também chamado por um apelido que poderia ser traduzido como “Apri Ouvido Afiado” –, tem seis microfones em seu corpo para assegurar a captura das vozes. Se programado para tanto, ele poderia, por exemplo, reconhecer a sua voz em meio a uma multidão de gente falando.

Mas não é só. ApriAlpha v3 também é capaz de identificar de que direção estão vindo vozes e até interagir com pessoas que estejam falando. Na prática, isso quer dizer que ele poderia, por exemplo, retribuir os cumprimentos feitos por alguém e, então, continuar a responder a uma pergunta feita anteriormente por outra pessoa.

Já ApriAttenda, por sua vez, é capaz de seguir pessoas. Mas, para tanto, primeiro, ele identifica o indivíduo no meio de tantos outros usando seu sensor visual e seu sistema de processamento de imagens de alta velocidade, que instantaneamente reconhece a cor e a textura da roupa da pessoa. A partir daí, se o indivíduo anda para frente, ApriAttenda faz o mesmo. Se pára, o robô se move até um ponto próximo e também pára.

A cada momento ApriAttenda calcula a posição e a distância da pessoa que está acompanhando e ajusta a sua velocidade para manter uma certa distância dela. À medida que a pessoa se move, um sensor ultrasônico verifica se há obstáculos no caminho do robô, que acerta sua trajetória enquanto mantém o indivíduo à vista. Se não conseguir ver a pessoa mais, o robô passa a chamá-la e a procurar por ela.

De nove a 19 de junho, ApriAttenda e ApriAlpha v3 vão mostrar todas as suas habilidades em uma exposição que acontece no Japão e exibe mais de 60 outros robôs. Viajar para o outro lado do mundo só para conferir, ao vivo, do que esses dois são capazes não é possível, mas isso não é motivo para desanimar: há quem aposte que não vai demorar muito para termos robôs até mais avançados do que eles em nossas casas.

A empresa que criou tanto ApriAttenda quanto ApriAlpha, por exemplo, acredita que dentro de cinco ou seis anos já vão começar a ser vendidos robôs que possam acompanhar as pessoas ao shopping e carregar suas compras, cuidar de crianças pequenas e idosos, e enviar mensagens aos membros da família para mostrar como andam as coisas em casa enquanto eles estão fora. Então, é esperar para ver!

Matéria publicada em 07.06.2005

COMENTÁRIOS

Envie um comentário

Mara Figueira

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat