Um parque dentro do museu

Crianças se divertem enquanto fazem observações ao microscópio na Pirâmide do Museu da Vida.

O que vem à sua cabeça quando falamos em onda? Só as ondas do mar? Então, está na hora de ampliar seus conhecimentos e aprender que existem outros tipos de onda, como as sonoras e as luminosas. O Parque da Ciência tem um brinquedo chamado Na crista da onda para mostrar que elas estão em toda parte, bailando pelo espaço.
Você vai descobrir que as informações recebidas pela televisão e pelo rádio são transmitidas por antenas localizadas em diversos pontos da cidade. Sabe de que forma? Por meio de ondas! No brinquedo Espelhos sonoros , você vai entender a importância das ondas e das antenas no processo de transmissão das mensagens.

No Jardim dos códigos existem diferentes representações da evolução da escrita e dos sistemas numéricos. Há esculturas de granito com figuras similares às que os homens das cavernas usavam para se comunicar e todo o alfabeto em braile — sistema que permite que os cegos possam ler por meio do tato.

O mistério do barbeiro
Na peça O mistério do barbeiro , você vai voltar no tempo e conhecer quem foi o cientista Carlos Chagas. Foi ele quem descobriu que um inseto — conhecido como barbeiro — é o agente transmissor de uma doença infecciosa, causada por um protozoário chamado Trypanosoma cruzi.

Ficou curioso para saber mais sobre este assunto? É possível fazer isso de forma divertida, conferindo o espetáculo O mistério do barbeiro, no Ciência em Cena, do Museu da Vida. Durante a semana é necessário agendar visitas pelo telefone: (21) 2590-6747. Mas se você quiser assistir ao espetáculo antes de ir com o pessoal da sua escola, atenção: a peça é exibida apenas no último sábado de cada mês, sempre às 14h.

O Parque também tem uma pirâmide como a dos faraós do Egito. A diferença é que na brasileira você pode desvendar muitos mistérios, como o da Câmara Escura, que o transporta para dentro do olho humano. Nessa viagem, o visitante aprende porque algumas pessoas precisam usar óculos para corrigir problemas de visão.

Agora diz aí: como a célula se forma e o que existe dentro dela? Se não souber tais respostas, os monitores certamente vão ajudar! Depois de ouvir as explicações vem a melhor parte… Colocar a mão na massa e fazer sua própria célula! Sacos plásticos, algumas miçangas, chapinhas e outros materiais são usados para representar os elementos que compõem uma célula de verdade.

A réplica do laboratório de Louis Pasteur e o boneco de cera desse cientista francês ficam numa sala dentro da Pirâmide.

E mais! Se você quiser saber por que os experimentos do químico e biólogo Louis Pasteur — que nasceu em 1822 e morreu em 1895 — são considerados tão importantes, basta acompanhar uma reprodução dos testes que ele realizou com bactérias e micróbios. Você vai descobrir que foi ele quem criou um processo para retirar qualquer impureza do leite sem alterar seu sabor. Em homenagem ao pesquisador, o processo foi chamado de pasteurização.

Ufa! Ficou cansado? E olha que você ainda não viu nada. Um dia parece pouco para explorar todos os cantinhos do Museu da Vida. Provavelmente você vai voltar outras vezes e numa dessas visitas pode ser que surja uma vontade danada de ser cientista. Aí, prepare a cabeça e também o coração!
 

Matéria publicada em 06.11.2001

COMENTÁRIOS

Envie um comentário

Aline Pereira

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat