Tucanos: a alegria das matas

O araçaripoca de Natterer vive em bandos e tem hábitos diurnos.

O colorido dos tucanos não está só nas matas. Agora está também nas prateleiras! Conhecidas pelas cores e pelo bico comprido, essas aves acabam de ganhar uma homenagem: um livro que reúne informações sobre todas as suas 44 espécies, além de belos desenhos para ilustrá-las.

Os tucanos são encontrados nas florestas das Américas do Sul e Central, desde o México até o Sul do Brasil. Andam quase sempre em bando e se alimentam basicamente de frutas. Aliás, nisso eles são bastante espertos: sabem os períodos em que as árvores frutificam e por isso são capazes de ir a lugares bem distantes para buscar novos frutos. Além disso, estão sempre cantando!

Os araçaris são tucanos de menor porte. Aqui você vê dois araçaris-de-bico-preto: inquieta, essa ave vive indo de um lado a outro na floresta.

Herculano Alvarenga, autor de Tucanos das Américas , é fanático por aves. Mas pelos tucanos tem um carinho especial. “É um grupo com que simpatizei, pois são aves coloridas, alegres, diferentes.”, revela. Para fazer o livro, o autor, que é ornitólogo – especialista em aves –, passou bastante tempo nas florestas, observando os tucanos. Levava gravadores e máquina fotográfica e prestava bastante atenção na postura, nas cores, no tamanho e no comportamento desses animais.

Eduardo Brettas, ilustrador de natureza, é o responsável pelos desenhos que estão no livro. Ele também freqüentou matas e museus para observar os animais e retratá-los da melhor maneira possível. Cada um dos desenhos tomava mais ou menos dez dias de trabalho, pois o tucano é um animal que possui muitos detalhes: só o seu olho pode ter até três cores diferentes!

O tucano-de-bico-verde faz seus ninhos em buracos de árvores. Mas, como não consegue escavar a madeira com o bico, usa os buracos naturais ou aqueles feitos pelo pica-pau.

Essas aves, felizmente, não estão ameaçados de extinção e podem ser vistas em diversos lugares do país. Em São Paulo, por exemplo, é encontrado o tucano de bico-verde. Ele não está só nas florestas: aparece até mesmo no centro urbano, como no Parque do Ibirapuera! Já no Rio de Janeiro, o tucano de bico-preto é predominante e pode ser encontrado no Jardim Botânico.

Com cerca de 55 centímetros de comprimento, o tucano-toco é o maior tucano que existe. Essa espécie é encontrada na região central do Brasil.

Mas a maior espécie está na região central do país: é o tucano-toco ou tucanoçu. Só o seu bico, que é laranja com a pontinha preta, tem mais de vinte centímetros! E, ao contrário da maioria dos tucanos, que habitam florestas, ele é típico das regiões de cerrado e dos campos arborizados, por isso é encontrado na região central do Brasil.

Tucanos das Américas, de Herculano Alvarenga com ilustrações de Eduardo Brettas. Editora: M. Pontual Edições e Arte.

Matéria publicada em 01.07.2005

COMENTÁRIOS

Envie um comentário

Clara Meirelles

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat