Três dias de… FESTA!

“Vejam só que festa de arromba/outro dia eu fui parar/presentes no local/o rádio e a televisão/cinema, mil jornais/muita gente, confusão/ que onda, que festa de arromba.”

Essa canção é meio antiga, mas bem que poderia ser cantada por Rex, Diná e Zíper para mostrar o que aconteceu na Casa da Ciência, no Rio de Janeiro, nos dias 8, 9 e 10 de dezembro. Afinal, a comemoração pelos 20 anos da revista Ciência Hoje das Crianças foi um sucesso ou, em outras palavras, uma festa de arromba, como diz a música que certamente seus pais conhecem.

O Rex inflável, de cinco metros de altura, que recepcionou quem compareceu à festa dos 20 anos da CHC.

Um Rex inflável, com cinco metros de altura, recepcionou os visitantes, que chegaram para se divertir com diferentes jogos, experimentos, palestras e o Show da Física . Para você ter uma idéia, quem vive de olho no espaço teve a oportunidade de viajar até a Lua, em um divertido jogo de tabuleiro. Da mesma maneira, lançando dados e percorrendo casas, quem tinha a curiosidade de saber que é o DNA encontrou a resposta ao fim de uma trilha repleta de surpresas.

A oficina de origami ensinou a fazer as mais incríveis dobraduras – até mesmo um pássaro que come na mão!

Mas não foi só. Os convidados da festa dos 20 anos da CHC aprenderam a fazer um vulcão usando vinagre branco e bicarbonato de sódio; descobriram como construir um DNA de jujubas; fizeram mil e uma dobraduras na oficina de origami (como um pássaro que come na mão!); descobriram por que algumas coisas flutuam, enquanto outras afundam; conversaram com cientistas sobre temas curiosos; e – ufa! – perceberam como a ciência pode ser divertida com o Show da Física , uma atividade interativa que não deixou ninguém sentado na cadeira!

Um leitor da CHC, feliz da vida, segura o DNA de jujuba e o kit distribuído durante o evento, com revista, adesivo e folder “Experimentos Divertidos”.

Um show à parte, no entanto, foi dado mesmo por crianças como você, que surpreenderam a todos, mostrando que os pequenos também sabem das coisas. “Achei muito legal a experiência da palestra. As crianças gostaram muito e fizeram zilhões de perguntas”, conta o paleontólogo Alexander Kellner, que fez uma apresentação sobre pterossauros e dinossauros e levantou a platéia ao mostrar réplicas de fósseis. O astrônomo Gilson Vieira, por exemplo, respondeu a uma das questões mais criativas do dia, feita por uma criança: “É verdade que somos feitos de poeira das estrelas?”.

No aniversário da CHC, quem vive de olho no espaço teve a oportunidade de viajar até a Lua, em um divertido jogo de tabuleiro.

Como Gilson e Alexander, Salvatore Siciliano – que falou sobre baleias e golfinhos –, Ismar de Souza Carvalho – que explicou o que são fósseis – e Suzana Herculano Houzel – que respondeu à pergunta “Por que sonhamos?” – também foram torpedeados por perguntas, o que demonstra toda a curiosidade – e criatividade! – que somente crianças como você podem ter: “Quanto tempo as baleias vivem?” e “Por que falamos quando dormimos?” foram algumas das questões feitas pelo público aos palestrantes.

Quem comeu biscoito mergulhado em nitrogênio líquido durante o Show da Física soltou fumaça pela boca.

Mas se na sexta-feira a grande atração do auditório foi o bate-papo com os cientistas, no final de semana quem assumiu esse papel foi o Show da Física . Pudera! Durante a apresentação, houve degustação de biscoito mergulhado em nitrogênio líquido – o famoso gelo seco, cuja temperatura é de cerca de 200 graus negativos –; gente que ficou com o cabelo todo arrepiado ao ser “penteada” com bolas de aniversário; lâmpadas fluorescentes que se transformaram em autênticos sabres de luz, com os usados por Darth Vader no filme Guerra das Estrelas, além de muitas outras surpresas que somente quem assiste ao espetáculo tem o gostinho de conferir.

É, a festa de aniversário da CHC vai deixar saudades. Afinal, o que todo mundo agora espera é que chegue logo 2007 e, quem sabe, uma nova festa cheia de ciência e diversão, não é?

Matéria publicada em 15.12.2006

COMENTÁRIOS

Envie um comentário

Mara Figueira

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat