Resto muito útil

A plantação de alimentos e outros vegetais é a principal atividade econômica do Brasil. Mas, apesar de ser muito rentável e importante, a agricultura gera uma enorme quantidade de restos que, na maioria das vezes, vão para o lixo. Para tentar reverter esse cenário de desperdício, cientistas estudam modos de reaproveitar esse material. É possível reutilizá-los na produção de potes plásticos, móveis até em telas de televisão e celulares!

A casca do coco pode ser reaproveitada na confecção de móveis tão resistentes quanto os de madeira. (foto: Chandrika Nair / Flickr / <a href= http://creativecommons.org/licenses/by/2.0>CC BY 2.0</a>)

A casca do coco pode ser reaproveitada na confecção de móveis tão resistentes quanto os de madeira. (foto: Chandrika Nair / Flickr / CC BY 2.0)

De acordo com o pesquisador em tecnologia João Paulo Morais, da Embrapa Algodão, muitos resíduos de atividades agrícolas podem ser transformados.  É o caso da cana-de-açúcar, do algodão, do sisal, do coco e de outros alimentos.

Os restos de algodão que não são usados para fazer roupas são transformados em nanocristais de celulose, estruturas super-resistentes que podem ser usadas para fabricar embalagens e materiais que substituem o plástico, entre outros. Empresas japonesas trabalham na aplicação desses cristais em telas de TV e celular. “Os nanocristais de celulose têm uma resistência mecânica muito parecida com a do aço, por isso são muito úteis”, explica João Paulo.

O algodão pode ser aplicado na produção de telas de TV e de celulares. (foto: Martin LaBar / Flickr / <a href= http://creativecommons.org/licenses/by-nc/2.0>CC BY NC-2.0</a>)

O algodão pode ser aplicado na produção de telas de TV e de celulares. (foto: Martin LaBar / Flickr / CC BY NC-2.0)

Outro vegetal que pode ser reaproveitado na indústria é o sisal, uma espécie de planta muito comum no Brasil. Ele pode ser usado em substituição ao plástico ou na construção civil, para reforçar o concreto. Da casca do coco também já é possível fabricar painéis e compensados ecológicos usados na fabricação de móveis.

A ideia é muito legal e ajudaria a reduzir o lixo e seu impacto no meio ambiente. Porém, essas tecnologias ainda não são amplamente usadas no Brasil. Segundo o pesquisador, este é um grande desafio que depende ainda do barateamento de todos esses processos.

Matéria publicada em 28.01.2015

COMENTÁRIOS

  • Anna Elise

    Que ideia legal!

    Publicado em 5 de maio de 2019 Responder

  • Gabriella

    Concordo

    Publicado em 26 de maio de 2021 Responder

  • Alice B.T.

    Eu achei esse artigo muito interessante pela transformação de resíduos de lixo e pelos nanocristais de celulose, que podem ser reutilizados para fazer recursos domésticos, por exemplo: o nanocristal pode ser utilizado para fazer: embalagens, materiais que substituem o plástico, dentre outros.
    As empresas japonesas utilizam este material para produzir telas de TV e celular. Eu acho que eles podem tentar utilizar os nanocristais para outros utilizados, por exmplo: telas de computadores, caixas de som, ar condicionado e panelas.

    Publicado em 5 de julho de 2021 Responder

Responder Cancelar resposta

Valentina Leite

Sou apaixonada por cinema, sushi e praia. Adoro escrever, andar de bicicleta, cantar (no chuveiro) e conhecer pessoas novas! Quando pequena queria ser cientista, mas acabei escolhendo ser jornalista e agora escrevo sobre ciência.

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat