Plutão, um planeta anão

O novo Sistema Solar: Plutão deixa de ser considerado um planeta e ganha o status de 'planeta anão' (arte: IAU).

Confira bem na imagem acima: Mercúrio, Vênus, Terra, Marte, Júpiter, Saturno, Urano e Netuno. Falta algo nessa lista? Pois saiba que a União Astronômica Internacional decidiu que Plutão não é mais um planeta, e, sim, um planeta anão. A partir de agora, para ser um planeta, é necessário ter uma forma aproximadamente redonda, girar em torno de uma estrela e ser o astro dominante em sua órbita, ou seja, influenciar na trajetória dos corpos celestes próximos a ele, desviando asteróides, por exemplo.

Plutão não atende a esse último requisito, por ter uma órbita muito próxima à de Netuno, que é muito maior que ele. Assim sendo, é Netuno quem acaba influenciando a trajetória dos corpos celestes mais próximos, fazendo com que Plutão não possa ser considerado um planeta, mas um planeta anão.

Aliás, além de ser bastante menor do que os planetas tradicionais (o “nome oficial” dos oito que restaram), Plutão tem um movimento diferente dos demais. O movimento dele em torno do Sol (chamado órbita) é inclinado em relação ao dos outros planetas. Além disso, enquanto as órbitas desses corpos celestes são quase circulares, Plutão tem uma órbita mais “achatada”. Por isso, os astrônomos acreditam que Plutão não se formou na região do Sistema Solar onde ele se encontra atualmente.

Matéria publicada em 19.05.2010

COMENTÁRIOS

  • Anna Elise

    Gostei do texto!

    Publicado em 27 de janeiro de 2019 Responder

    • Luísa Ladeia

      Também

      Publicado em 5 de novembro de 2020 Responder

Envie um comentário

Mariana-Benjamim

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat