Os bichos também mamam

O que você, o elefante, o leão-marinho, o tigre, o rato e o orangotango têm em comum? Todos pertencem ao grande grupo dos mamíferos, que inclui mais de 5,7 mil espécies. Eles se diferenciam dos outros grupos animais por vários motivos, mas um dos principais é a maneira especial de alimentar seus filhotes: com leite produzido pelas mães.

Se comparados a outros grupos animais, os mamíferos apresentam um longo período de cuidado parental, ou seja, de proximidade entre mães e filhotes. A lactação é um dos fatores que fortalece esse vínculo (Foto: Natesh Ramasamy / Flickr / CC BY 2.0)

Se comparados a outros grupos animais, os mamíferos apresentam um longo período de cuidado parental, ou seja, de proximidade entre mães e filhotes. A lactação é um dos fatores que fortalece esse vínculo (Foto: Natesh Ramasamy / Flickr / CC BY 2.0)

Assim como os bebês humanos mamam no seio de suas mães, os filhotes de outros mamíferos também encontram no leite materno o alimento mais adequado para as primeiras semanas ou meses de vida. Cada espécie produz um leite diferente, de acordo com as necessidades de seus filhotes.

“A composição do leite varia de acordo com o tipo de vida de cada animal”, contou à CHC o biólogo Diogo Loretto, da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Ele explicou que animais aquáticos ou de clima frio, por exemplo, têm o leite mais rico em gorduras, o que lhes garante a energia necessária para produzir calor e permite formar de camadas de gordura para isolamento térmico.

Segundo o pesquisador, esses animais também têm o leite mais rico em proteínas, o que favorece o crescimento dos filhotes mesmo em condições de alto custo energético. “Um dos leites mais gordos é o da foca-cinza (Halichoerus grypus), composto por 53% de gorduras e 11% de proteínas – para você ter uma ideia, o leite humano tem 3,8% de gorduras e 1% de proteínas”.

A frequência com que os filhotes mamam e o tempo pelo qual são amamentados também variam de acordo com a espécie. O cachorro-do-mato-vinagre (Speothos venaticus), uma espécie rara e ameaçada que pesa entre cinco e sete quilos, amamenta seus filhotes durante dois ou três meses, enquanto a anta (Tapirus terrestris), o maior mamífero terrestre do Brasil, que chega a pesar 300 kg, amamenta seus filhotes por cerca de 12 meses.

Apesar das diferenças, nós, mamíferos, temos em comum os benefícios que a lactação pode trazer. Diogo explicou que a evolução da lactação pode ter ocorrido devido a diversos fatores, como promover uma ligação mais forte entre mãe e filhote. Isto estaria relacionado ao aprendizado, especialmente em animais como cães, felinos e o próprio homem.

“O leite materno também é uma forma eficiente de transferir energia de mãe para filho, mesmo em períodos de pouca disponibilidade de alimento”, completa o biólogo. “As fêmeas mamíferas estocam gordura e a transformam, aos poucos, em leite. As aves, por outro lado, precisam caçar para ter o que dar de comer aos seus filhotes”.

A CHC Online preparou uma galeria de imagens especial sobre mamíferos e a alimentação de seus filhotes. Confira:

[jj-ngg-jquery-slider gallery=”38″ html_id=”about-slider” width=”600″ height=”450″
center=”1″ effect=”fade” pausetime=”7000″ order=”sortorder” animspeed=”400″]

Matéria publicada em 08.08.2013

COMENTÁRIOS

  • Lara

    eu gosto de ler sobre os animais

    muito interessante esse livro principalmente as informações do leite do animal

    Publicado em 7 de julho de 2020 Responder

  • Celina Valderez

    O leite humano é impressionantemente interessante!!! Estudo há 30 anos e a cada dia surgem mais novidades! Não entendo como ainda se ensina às crianças que “leite é sinônimo de vaca”!!!

    Publicado em 30 de setembro de 2020 Responder

Envie um comentário

Catarina Chagas

Desde criança gosto de ler, inventar histórias e descobrir novidades. Cresci e encontrei um trabalho em que posso fazer tudo isso.

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat