O céu de outros tempos

Diferentes detalhes da exposição Olhando o céu da pré-história

Você já deve ter admirado o céu, especialmente à noite, e fitado por vários minutos todos os seus pontos brilhantes… Mas sabia que esse hábito não é exclusivo do nosso tempo? Povos antigos já observavam o céu, curiosos para desvendar seus mistérios. É o que revela a exposição Olhando o Céu da Pré-HistóriaRegistros Arqueoastronômicos no Brasil , em cartaz no Museu de Astronomia e Ciências Afins (Mast), no Rio de Janeiro.

“A mostra foi criada para expor as pesquisas feitas no país sobre a arqueoastronomia”, explica Antonio Carlos Martins, arquiteto do Mast, responsável pela organização do espaço da exposição. Epa! Mas o que é arqueoastronomia? O nome é complicado, mas a explicação, simples.

A arqueoastronomia é, digamos, uma mistura de astronomia ‐ a ciência que estuda os astros ‐ com arqueologia ‐ a ciência que estuda os registros deixados por povos do passado. Essa área do conhecimento investiga as sociedades antigas, procurando descobrir a importância que os astros tinham para elas e estudando o conhecimento que as populações do passado possuíam sobre o seu movimento. Tudo isso a partir de vestígios deixados por elas, como pinturas e objetos, explica Maura Imazio, arqueóloga e uma das curadoras da mostra.

Dessa forma, a exposição em cartaz no Mast reúne informações coletadas em alguns estados brasileiros onde foram encontrados vestígios de civilizações antigas que fazem referência aos astros: ao Sol, à Lua, às estrelas. Dividida em três módulos, ela apresenta muita informação!

Logo na primeira parte, os visitantes descobrem o que é a arqueologia e a arqueastronomia. Além disso, por meio de painéis com ilustrações, ficam sabendo como é o trabalho realizado pelos pesquisadores ligados a essas áreas. No segundo módulo, o assunto é outro: etnoastronomia. Já ouviu falar nisso? Trata-se de uma área que pesquisa o conhecimento astronômico das sociedades atuais. Nessa parte da mostra, encontramos os desenhos feitos por alguns povos indígenas, com os Ticuna. Eles expressam como essas culturas entendem a passagem do tempo, o mundo, os astros e ainda qual é a sua visão do céu.

Exposição Olhando o Céu da Pré-História
Museu de Astronomia e Ciências Afins (Mast)
Rua General Bruce, 586, Rio de Janeiro
Terças, quintas e sextas, das 9h às 17h.
Quartas, das 10h às 20h.
Sábados e domingos, das 16h às 20h.
Até 30 de abril. Grátis!
Tel.: (21) 2580-7010.

Mas não é só. Finalmente, no terceiro módulo da exposição, temos a oportunidade de ver de pertinho vestígios arqueológicos coletados por vários pesquisadores brasileiros, como pinturas e desenhos gravados em rochas. Ali também há painéis que retratam como são feitos os trabalhos de campo e ainda como são os sítios arqueológicos ‐ lugares onde são encontrados os vestígios deixados por antigas civilizações, que podem indicar o interesse pelo céu e os astros.

Visitando a exposição Olhando o Céu da Pré-História , você terá a oportunidade de ver os astros com os olhos do passado e aprender muito para o futuro. Então, não perca essa oportunidade, pois a mostra só está em cartaz até 30 de abril. Marque presença!

Com os olhos grudados no céu
Que tal observar os astros a partir de um miniobservatório?!
Aposto que esse papo sobre arqueoastronomia abriu seus olhos para toda a beleza do céu. Então, o que você acha de observar galáxias, nebulosas, aglomerados de estrelas, entre outros corpos celestes? Existe um lugar em que isso é possível: no Miniobservatório Astronômico, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)! Localizado em São Paulo, o lugar possui uma sala para observação do céu com telescópio e um auditório para palestras. Suas portas estarão abertas de abril até outubro de 2005 para o público, principalmente para as escolas. Quem visitar pode, além de observar os astros, assistir a uma palestra dada por um pesquisador ligado à astronomia e até aprender como o estudo dos astros pode estar ligado a outras áreas do conhecimento, como geografia, História, física e artes! Então, anote essa dica e chame o seu professor para agendar uma visita pelos seguintes telefones: (11) 3945-6979 ou (11) 3945-6978.
Miniobservatório
Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE)
Avenida dos Astronautas, 1758, São José dos Campos/SP
Visitas todas as quartas-feiras, das 19h às 21h.

Matéria publicada em 08.07.2010

COMENTÁRIOS

Envie um comentário

Cathia Abreu

Adoro aprender coisas novas. Tenho a sorte de trabalhar me divertindo e fazendo descobertas todos os dias.

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat