Nova língua brasileira

Embora várias línguas sejam faladas no Brasil, nosso idioma oficial é o português. E você sabe qual é o idioma oficial de países como Angola, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Portugal? Português também, ora pois! Mesmo assim, aposto que você acharia engraçado ouvir alguém falar com o sotaque típico desses lugares. Nossa pronúncia é tão distinta que há quem diga até que parece uma língua diferente. Vamos com calma. Não é. Pelo menos ainda não…

Para o linguista José Simões, da Universidade de São Paulo, ainda não se pode dizer que o português falado no Brasil é autônomo – ou seja, único daqui e só entendido por falantes brasileiros. “O português brasileiro mantém um vocabulário bem próximo ao português falado na Europa”, argumenta o especialista. “Apesar de, na hora da fala, acharmos engraçado e diferente o português de Portugal, ele ainda é bem parecido com o nosso na escrita”.

Nós, brasileiros, temos o hábito de pronunciar algumas vogais que nem existem nas palavras escritas. Por exemplo, na palavra psicologia, tendemos a pronunciar um ‘i’ entre o ‘p’ e o ‘s’. Já em Portugal, eles não adicionam esse som. (ilustração: Alvim)

Nós, brasileiros, temos o hábito de pronunciar algumas vogais que nem existem nas palavras escritas. Por exemplo, na palavra psicologia, tendemos a pronunciar um ‘i’ entre o ‘p’ e o ‘s’. Já em Portugal, eles não adicionam esse som. (ilustração: Alvim)

José citou alguns exemplos bem claros das diferenças entre o português falado aqui no Brasil e no país europeu. “Quem nasceu em Portugal pronuncia a palavra ‘mal’ com som de ‘l’ no final. Já no Brasil, pronunciamos com som de ‘u’, como na palavra ‘mau’, apenas distinguindo essas duas palavras na escrita”, conta.

Nós, brasileiros, também temos o hábito de pronunciar algumas vogais que nem existem nas palavras escritas. “Na palavra psicologia, tendemos a pronunciar um ‘i’ entre o ‘p’ e o ‘s’”, destaca o linguista. “Em Portugal, eles falam psicologia sem adicionar esse som de ‘i’”.

A formação da língua portuguesa falada no Brasil deve-se à mistura dos idiomas indígenas locais com os diversos dialetos trazidos pelos imigrantes desde o século 16: espanhóis, italianos, escravos vindos da África e, claro, portugueses!

“Foram principalmente os bandeirantes, soldados de Portugal mandados pela Corte em expedições que adentravam as terras brasileiras, que espalharam as influências do português arcaico, grande formador de nossa língua”, comenta José. “Um exemplo dessa influência é o ‘r’ caipira, concentrado em cidades do interior de São Paulo e de Santa Catarina”. Vai dizer que nunca ouviu alguém falar porrrrrta, enrolando a língua com muito charme?

Algumas previsões dizem que, em 200 anos, o português brasileiro poderá ser considerado uma língua independente daquela falada em Portugal. Do ponto de vista da evolução das línguas, esse é o caminho natural dos dialetos. “Ao longo dos séculos, novas línguas vão se formando a partir da influência das outras”, resume José. E você, o que acha?

Matéria publicada em 18.05.2015

COMENTÁRIOS

  • Clara Medeiros de Almeida

    Gostaria de referenciar esta matéria em um trabalho acadêmico, mas para isso preciso saber o nome do autor da matéria, a edição e volume da revista. Vocês poderiam me ajudar?

    Publicado em 27 de junho de 2018 Responder

  • ana sofia

    bom dia,. me chamo ana sofia e sou aluna do 4º ano, essa noticia foi muito enteresante pois apredi um pouco de varias linguas tachu

    Publicado em 27 de julho de 2022 Responder

    • melode

      nao gostei do comentario pois sou toxica

      Publicado em 27 de julho de 2022 Responder

Envie um comentário

Valentina Leite

Sou apaixonada por cinema, sushi e praia. Adoro escrever, andar de bicicleta, cantar (no chuveiro) e conhecer pessoas novas! Quando pequena queria ser cientista, mas acabei escolhendo ser jornalista e agora escrevo sobre ciência.

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat