Mil e uma noites no espaço

Na quinta-feira, 31 de julho, a tripulação da Estação Espacial Internacional tem motivos para comemorar: nesse dia, a estação completa seu milésimo dia consecutivo com a presença de astronautas a bordo. Ao longo de quase três anos, as tripulações realizaram importantes experimentos científicos nesse verdadeiro laboratório que fica em órbita da Terra a uma altitude de 350 quilômetros.

A Estação Espacial Internacional em órbita da Terra (fotos: Nasa)

A Estação Espacial Internacional (International Space Station em inglês, ou simplesmente ISS) recebeu sua primeira tripulação em 2 de novembro de 2000. Desde então, já passaram por ali sete equipes diferentes. No total, foram vinte astronautas — dez norte-americanos e dez russos. A oitava tripulação da ISS deve embarcar rumo à estação no próximo dia 18 de outubro, para passar seis meses a bordo. Em 2006, a estação deve receber a visita do primeiro astronauta brasileiro — o major Marcos Cesar Pontes.

E o que tanto fazem os astronautas a bordo da ISS? Ciência, muita ciência! A Estação Espacial Internacional é o maior projeto científico internacional de todos os tempos, que envolve cientistas de 16 países: Estados Unidos, Rússia, Canadá, Japão, onze nações européias e o Brasil.

A participação brasileira na ISS prevê o envio de sementes para o espaço para a realização de experimentos científicos

Realizar experimentos científicos na ISS é importante porque, no espaço, não há a força da gravidade que age sobre todos os corpos que estão na Terra. Assim, os cientistas podem entender como a ausência da gravidade é sentida pelo corpo humano, por exemplo, ou por sementes, plantas ou bactérias. Isso é fundamental para que o homem possa, um dia, fazer longas viagens espaciais até planetas como Marte.

Nos mil dias que estiveram a bordo da ISS, os astronautas já conduziram vários experimentos. Além de avaliar como a falta de gravidade afeta ossos e músculos, experimentos biológicos também foram realizados, para observar o crescimento de células ou o comportamento de proteínas e vírus no espaço. Os resultados obtidos devem contribuir para a elaboração de novos materiais para a construção de espaçonaves ou para o desenvolvimento de variedades mais produtivas de grãos para a agricultura.

Além de experimentos científicos, os astronautas da ISS fizeram observações privilegiadas da Terra e tiraram fotos impressionantes do nosso planeta

Os astronautas que vão para a ISS podem ficar ali durante meses. O espaço de que eles dispõem para morar e realizar os experimentos é equivalente a uma casa de três quartos, e esse volume deve duplicar no futuro (a previsão inicial era que a montagem completa da ISS terminasse em 2004). Novos módulos serão acoplados, novos laboratórios serão montados… Pelo visto, os astronautas das futuras missões da ISS terão muita coisa para se ocuparem durante os próximos mil dias!

Matéria publicada em 29.07.2003

COMENTÁRIOS

Envie um comentário

Bernardo-Esteves

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat