Lista dos animais ameaçados

Faltou pouco para que o mico-leão dourado existisse apenas em fotografia ou na lembrança de quem teve a sorte de avistá-lo em alguma floresta. Esse animal correu sério risco de extinção, mas hoje, após o esforço de ecologistas, o nível de ameaça está bem menor. Outro animal encontrado no Brasil, o rato vermelho, é personagem de uma história incrível: sua extinção foi dada como certa, pois ele não era visto desde o início do século. Mas não é que no ano 2000 localizaram um indivíduo da espécie em Nova Friburgo?

A tartaruga asiática de três listras (Cuora trifasciata) corre sério risco, pois é conhecida por ter propriedades que curam o câncer na medicina tradicional chinesa (foto: Kurt Buhlmann / Lista Vermelha 2000).

Por essas e outras, é importante saber exatamente quais os seres vivos que têm a chance de desaparecer do planeta. De tempos em tempos, um documento chamado Lista Vermelha, realizado pela União Mundial para a Natureza, é divulgado com os nomes de espécies de plantas e animais do mundo inteiro que estão ameaçados de extinção. Para realizá-lo, cerca de 7 mil pesquisadores de todo o mundo fazem estudos e buscas exaustivas levando em conta informações sobre os hábitats, as populações e as medidas de conservação existentes.

A lesma da Córsega (Helix ceratina) não era vista desde 1902 e foi redescoberta em 1995 (foto: G. Faulkner/Lista Vermelha 2000).

A lista de 2000 traz resultados nada animadores. Mais de 11 mil espécies estão ameaçadas. Desde 1996, data da última lista, o número de animais citados cresceu de 5205 para 5435. Na nova relação, ocupamos uma triste posição: o Brasil é o terceiro país com o maior número de mamíferos ameaçados. Além disso, em nosso país, duas espécies de insetos e três de moluscos estão extintas, enquanto outras 53 estão correndo sério risco de desaparecer. “Há um pássaro, conhecido como mitu mitu, que foi visto pela última vez na década de 80 no Brasil e está provavelmente extinto”, explicou Caroline Pollock, organizadora da lista internacional.

Mas afinal, o que faz tantos seres vivos estarem em risco? “A caça é apontada como o principal motivo de extinção de animais”, explica Helena Bergallo, uma das organizadoras da lista do Rio de Janeiro. “Entretanto, o que mais tem causado problemas é a destruição do meio ambiente onde eles vivem.” Em 500 anos, 816 espécies foram extintas por influência do homem. Os mamíferos e os pássaros são os que mais sofrem, principalmente no Brasil, na Indonésia, na Índia e na China. Já as plantas têm uma quantidade maior ameaçada em países de América Central e do Sul, África e Ásia.

Matéria publicada em 19.10.2000

COMENTÁRIOS

  • Anna Elise

    Que pena!

    Publicado em 29 de setembro de 2018 Responder

  • Marta A. P. Soares

    Muito interessante a matéria, principalmente pelo comparativo com a extinção de plantas também que é um fator preocupante atualmente.

    Publicado em 28 de outubro de 2020 Responder

  • 3º Ano D

    Animais em extinção.
    Olá, querida CHC! A matéria é muito interessante, aprendemos mais sobre os animais em extinção. Gostaria de saber sobre animais marinhos que foram extintos.
    Alunos do 3º Ano D – FI – CCJ, Cuiabá-MT

    Publicado em 29 de outubro de 2020 Responder

Envie um comentário

Helena-Aragao

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat