Habitante da areia

Ele vive na beira da praia, enterrado na areia, ali onde quebram as ondas. Com o vai e vem das águas, por vezes aparece na superfície. Mas, se isso acontece, não perde tempo: rapidamente cava um buraco e se esconde areia adentro. Seu nome: tatuí ou tatuíra. Conhece esse bichinho? Ele foi batizado assim pelos índios, que o achavam parecido com um pequeno tatu.

“Os tatuís são encontrados nessa parte da praia porque são animais filtradores: isto é, que retiram o seu alimento da água. Eles contam com uma antena longa, repleta de cerdas, que retira algas e animais microscópicos da água, levando-os até a boca”, conta a bióloga Tereza Calado, do Laboratório de Ciências do Mar, da Universidade Federal de Alagoas.

Uma especialista em tatuís, a pesquisadora conta que, no Brasil, esses animais se dividem em duas espécies: a Emerita brasiliensis, presente no sudeste e no sul do país, e a Emerita portoricensis, encontrada na região nordeste. As duas têm diferenças, mas só os especialistas conseguem notá-las. Para quem não é biólogo, ambas parecem idênticas.

Delicioso!

Aliás, você sabia que os tatuís são crustáceos? Eles são definidos assim porque têm dois pares de antenas, uma característica que só os crustáceos têm. Outra curiosidade: como outros crustáceos mais famosos – camarões e lagostas, por exemplo -, os tatuís também são comestíveis. “Pessoas já me contaram que preparam omelete, ensopado e até risoto com eles”, conta Tereza, que há anos estuda esses bichinhos. “Eu nunca comi, mas dizem que eles são crocantes.”

Aves como o maçarico e a gaivota é que poderiam dar uma opinião a respeito. Sabe por quê? Esses são os principais predadores dos tatuís. Eles voam até a praia e ficam catando esses crustáceos na areia com o bico. Em geral, conseguem capturar filhotes, pois não é fácil agarrar um tatuí. Pudera! Esses animais apresentam patas em forma de foice, ideais para cavar na areia.

O tatuí encontrado no sudeste e no sul do Brasil pertence à espécie conhecida como 'Emerita brasiliensis' (foto: Tereza Calado)

Batendo em retirada

Viu como são curiosos esses crustáceos? Então, passe adiante o que você acaba de descobrir sobre eles. Ah! E se alguém comentar que, no passado, existiam mais tatuís do que hoje… Saiba que não há um estudo que comprove que o número desses animais está diminuindo, embora existam alguns fatores que possam, sim, afastar esse crustáceo de determinada praia, como poluição, carros passando, muita gente na areia… Afinal, imagine o que é ter um monte de gente pisando sobre a sua casa: a areia! Por conta disso, a dica para encontrar muitos tatuís é ir a uma praia deserta. Lá, se houver bastante alimento e não existir predadores, esses animais podem até ultrapassar os cinco centímetros de comprimento. Já imaginou encontrar um tatuí grande assim?!

Matéria publicada em 12.01.2010

COMENTÁRIOS

  • Lethicia

    Na praia da boa viagem em Niterói-RJ temos muuuitos tatuis.

    Publicado em 24 de junho de 2018 Responder

  • Mágico Xavier

    Olá!

    Eu sou o Mágico Xavier! Por favor leia o texto até o fim, pois não sou um mágico qualquer. Faço mágicas com um objetivo muito maior que entreter as pessoas, na verdade eu utilizo os meus truques em palestras para empresas, afim de torná-las mais atrativas e interessantes. Isso mesmo! Posso tornar suas palestras empresariais muito melhores e eficazes!

    As Mágicas realizadas são ferramentas de transmissão e fixação de conteúdo, além de manter a atenção, sensibilizando, despertando e motivando os espectadores em ter uma conduta melhor dentro e fora do ambiente de trabalho.

    São números com cordas, lenços, flores, fogo, líquidos, garrafas e muito mais, tudo com muita segurança, participação do público e uma bela pitada de humor.
    Você deve estar pensando: e o conteúdo da palestra? Bem, ele será formulado juntamente com a comissão organizadora. Os temas serão trabalhados de forma objetiva e todas as mágicas terão relação com o que for abordado. Texto elaborado dentro das Políticas e Valores da Empresa contratada, bem como de acordo com o briefing do Evento.

    Para não ter dúvidas sobre a qualidade do meu trabalho, acesse o meu site http://www.magicoxavier.com.br e dê uma olhada no que já realizei em todo Brasil.

    Agora que você me conhece melhor, vou te apresentar uma proposta irrecusável! Podemos fazer uma parceria de sucesso! É só enviar um e-mail para [email protected] manifestando o seu interesse ou enviando suas dúvidas.

    Fico no aguardo.

    Abraço!

    Publicado em 28 de junho de 2018 Responder

  • Adryana

    Sera que é remoso?

    Publicado em 21 de janeiro de 2021 Responder

  • Emanuel j. Silva

    Eu comi tem um gosto de camarão,

    Publicado em 9 de março de 2021 Responder

  • Adeivison Anjos

    Como eu preparo os Tatuís para comet:

    Lavo bem, até tirar toda areia, com uma peneira vou lavando. Após,eu retiro a parte de trás, quem em muitas vezes tem ovinhos e uma calda.
    Coloco na panela com água até ferver. Ferveu!? Retiro retiro a água, retorno para o fogo com óleo e deixo fritar bem até eles ficarem vermelhinhos.

    Coloco em um prato, corto um limão, é um pouquinho de sal + um suco ou refrigerante.

    Agora é só curtir o sabor! Delícia.

    Publicado em 21 de setembro de 2021 Responder

  • José cleison Aires lima

    O que os Tatuí come de alimento???

    Publicado em 2 de maio de 2022 Responder

Responder Cancelar resposta

Mara Figueira

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat