Filhote de cobra…

Tem medo de cobras? Não se apavore: nesta matéria vamos falar apenas de seus filhotes. Você sabe como eles nascem? Muitas espécies de cobras colocam ovos, como a maioria dos outros répteis. Outras, no entanto, mantêm seus filhotes no interior do corpo durante toda a gestação – como os mamíferos. Tudo depende principalmente do clima da região em que vivem.

Algumas serpentes colocam ovos, como a maior parte dos répteis. O calor do ambiente ajuda a chocá-los. (foto: Giuseppe Puorto / Instituto Butantan)

Algumas serpentes colocam ovos, como a maior parte dos répteis. O calor do ambiente ajuda a chocá-los. (foto: Giuseppe Puorto / Instituto Butantan)

Segundo o biólogo Sávio Stefanini Sant’Anna, do Instituto Butantan, muitas das serpentes que colocam ovos – chamadas ovíparas – vivem em regiões mais quentes, pois o próprio calor do ambiente ajuda a chocá-los. Dependendo de fatores como temperatura e umidade, pode levar até três meses para que as cobrinhas rompam as cascas e saiam rastejando por aí.

Embora em algumas espécies as fêmeas usem seu corpo para dar calor e energia aos ovos, ajudando a chocá-los, isso nem sempre acontece. “Algumas cobras simplesmente põem os ovos em um lugar protegido, debaixo de uma grande folha caída ou dentro de um cupinzeiro e deixam o próprio ambiente chocá-los”, completa Giuseppe Puorto, também do Instituto Butantan.

As cobras vivíparas podem dar à luz até 30 filhotes de uma vez. Esta é Suri, uma das 17 sucuris que nasceram de uma única gestação no Instituto Butantan. (foto: Giuseppe Puorto / Instituto Butantan)

As cobras vivíparas podem dar à luz até 30 filhotes de uma vez. Esta é Suri, uma das 17 sucuris que nasceram de uma única gestação no Instituto Butantan. (foto: Giuseppe Puorto / Instituto Butantan)

Nas regiões mais frias, onde não é possível contar com o calor do ambiente para chocar os ovos, as cobras precisam de outra estratégia. Sávio explica que nesses lugares são mais comuns as espécies vivíparas, cujos filhotes se desenvolvem dentro do corpo da fêmea, onde ficam protegidos e aquecidos, e só saem quando estão prontos para enfrentar o mundo lá fora.

Esta é uma imagem de ultrassonografia de uma mamãe-serpente – a massa enrolada que você pode ver é a pequena serpente em formação. (foto: Kathleen Grego / Instituto Butantan)

Esta é uma imagem de ultrassonografia de uma mamãe-serpente – a massa enrolada que você pode ver é a pequena serpente em formação. (foto: Kathleen Grego / Instituto Butantan)

A gestação de uma cobra pode levar até oito meses e o número de filhotes depende da espécie. No ano passado, por exemplo, uma sucuri criada no Instituto Butantan deu à luz 17 cobrinhas – se achou muito, saiba que esta espécie pode chegar a ter 30 filhotes de uma vez!

Confira esse vídeo que mostra uma sucuri tendo seus filhotinhos dentro d’água:

Se você tem medo de cobras, saiba que elas não são vilãs de desenho animado, mas animais como todos os outros, que têm sua importância na natureza e seus hábitos de alimentação, locomoção e reprodução – e, a menos que se sinta ameaçada, não quer fazer mal a ninguém. Mesmo assim, ao andar por matas ou florestas use botas e, se avistar uma serpente, melhor sair de perto, já que muitas são venenosas. Tomar cuidado nunca é ruim!

Matéria publicada em 26.02.2014

COMENTÁRIOS

  • Anna Elise

    Que fofo o filhote de cobra!

    Publicado em 18 de janeiro de 2019 Responder

    • Thalia

      👏👏

      Publicado em 18 de fevereiro de 2021 Responder

  • Rebeca

    São lindos🥰🥰🥰🥰🥰🥰

    Publicado em 30 de setembro de 2020 Responder

  • Natascha

    Muito obrigado pelo dica

    Publicado em 12 de dezembro de 2021 Responder

Responder Cancelar resposta

Isabelle Carvalho

Desde criança, sempre gostei de ler e escrever histórias. Hoje, estou muito feliz por poder contar muitas histórias sobre ciência na CHC!

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat