Esponjas famintas

Você já deve ter ouvido falar das esponjas. Não aquelas usadas para lavar louça, mas as que ficam imóveis, no fundo do mar, filtrando bactérias e outros microrganismos para se alimentar. Elas parecem muito inofensivas, mas isso porque talvez você não conheça as esponjas carnívoras. Audaciosas, elas se alimentam também de pequenos animais — e isso sem se mover.

crustáceo_01

Um crustáceo que caiu nas garras da esponja Cladorhiza evae. (Foto: © 2013 Henry Reiswig)

O biólogo marinho Lonny Lundsten, do Instituto de Pesquisa e Aquário Monterey Bay, nos Estados Unidos, explica como esses estranhos animais conseguem fazer suas refeições mesmo imóveis:

“As esponjas carnívoras têm uma estrutura em seu esqueleto que possui espinhos microscópicos, chamados de espículas”, diz. “Essas espículas têm formato de gancho e capturam presas para a esponja se alimentar sem que ela precise se mover para ir atrás da comida”.

A captura de alimentos não é muito emocionante. A esponja carnívora necessita de muita paciência para conquistar sua refeição. Primeiro, ela precisa esperar que algum animal caia em suas garras. Depois, a digestão pode levar dias e ela nem precisa de boca para engolir. ”As células da esponja ao redor da presa começam a digerir o alimento lentamente até que fique somente a carcaça do animal”, conta Lonny.

Atualmente, são 11 as espécies conhecidas de esponjas carnívoras, quatro recém-descobertas por Lonny na costa leste dos Estados Unidos. Uma delas, a Asbestopluma ricksettsi, deixou os pesquisadores curiosos. “Apesar de ter a estrutura de uma esponja carnívora, não foi encontrada nenhuma carcaça de crustáceo nessa esponja, mas é muito provável que ela se alimente como as outras”, diz Loony.

esponja_01

A Asbestopluma monticola é uma das espécies recém-descobertas de esponjas carnívoras. (Foto: © 2006 MBARI)

Outra espécie já conhecida e igualmente interessante é a esponja-harpa (Chondrocladia lyra). Ela recebeu esse nome porque sua estrutura lembra o instrumento musical de cordas. Os pesquisadores acreditam que essa esponja tenha tomado essa forma para aumentar sua área de contato, podendo assim capturar mais presas.

A esponja-harpa, que lembra um instrumento musical, também é carnívora. (Foto: © 2006 MBARI)

A esponja-harpa, que lembra um instrumento musical, também é carnívora. (Foto: © 2006 MBARI)

A esponja, normalmente bem paradona, até que agitou a ciência com tantas novidades no fundo do oceano! A natureza é mesmo muito esperta, não acha?

Matéria publicada em 18.08.2014

COMENTÁRIOS

  • Anna Elise

    Sim, e eu acho que o elemento mais interessante na natureza seriam essas esponjas!

    Publicado em 15 de junho de 2019 Responder

Responder Cancelar resposta

Isadora Vilardo

Sempre adorei ler para conhecer novos mundos e, com a ciência, conheço cada vez mais esse mundo em que vivemos. Na CHC Online, meu trabalho é escrever para dividir essa alegria com vocês!

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat