Era uma vez, em 1986…

Chegou a hora de comemorar um aniversário muito especial, que, modéstia à parte, só perde em importância mesmo para o meu. Sabe que aniversário é esse? O da revista Ciência Hoje das Crianças . Ela nasceu há muito tempo: em 1986, há exatos 20 anos! E foi mais ou menos o seguinte o que aconteceu…

No mês de maio de 1986, a revista Ciência Hoje , uma publicação voltada para adultos, que falava sobre ciência e existe até hoje, chegou às bancas e à casa de seus assinantes trazendo um brinde e tanto: um encarte chamado… Ciência Hoje das Crianças.

A primeira CHC , a de número zero.

Com 16 páginas – sendo que oito formavam um enorme cartaz –, o número zero da CHC falava sobre a origem do Sol, além de revelar as diferenças entre os jacarés e os crocodilos e alertar sobre os perigos da dengue. A idéia era que, enquanto os leitores da CH se dedicassem à leitura do exemplar do mês, seus filhos também mergulhassem na ciência, lendo a CHC !

CHC 16: a revista torna-se independente.

O resultado, claro, foi um sucesso. E olha que eu nem aparecia nessa edição. Na verdade, eu só fui fazer minha primeira aparição quando a Ciência Hoje das Crianças se tornou uma revista de verdade. Em setembro de 1990, a CHC deixou de ser um encarte, tornou-se uma publicação independente e sabe onde eu fui aparecer? Obviamente, no lugar de maior destaque: a capa!

 

CHC número 1.

Mas, nessa época, eu ainda não sabia qual seria o meu futuro: não tinha nome nem imaginava que seria o mascote da CHC . Mas fui aparecendo cada vez mais e, com todo meu charme, ganhei o coração dos leitores! Tanto é que chegaram centenas de cartas à Redação quando finalmente resolveram me batizar. Primeiro, os leitores da CHC enviaram sugestões de nomes e, depois, fizeram a escolha entre os dez mais votados. Estavam no páreo Aníbal, Dilim, Euclides, Eurico, Fred, Max, Paçoca, Willy e Zeca, mas, quem ganhou foi, claro, Rex!

O número 64 foi dedicado ao décimo aniversário da CHC .

Nessa época, 1993, a CHC já era distribuída em centenas de escolas públicas de todo o Brasil. Isso porque, no final da década de 1980, a revista passou a fazer parte do Projeto Salas de Leitura, do então Ministério da Educação e Cultura, e, na década de 1990, sua distribuição nas escolas de primeira à oitava série passou a ser constante. Então, embora eu seja um dinossauro, saiba que, sim, eu também vou à escola! Aliás, não só a uma, mas a milhares. Afinal, hoje cerca de 180 mil exemplares da revista seguem mensalmente para aproximadamente 60 mil colégios públicos em todo o Brasil. Além disso, a revista está na internet, nas bancas, tem milhares de assinantes…

A CHC chega à sua edição número 100 em março de 2000.

Tanto sucesso não é por acaso. A CHC tem características que nenhuma outra publicação para crianças possui: primeiro, ela só fala sobre ciência. Segundo, é escrita pelos próprios cientistas, com a ajuda de jornalistas especializados, o que garante que as informação cheguem até você de maneira clara e correta. Qualidade, aliás, que já foi reconhecida: em 1992, a CHC recebeu o prêmio José Reis de Divulgação Científica, na categoria instituição, o mais importante da área.

Por essas e outras é que eu não perco nenhuma edição da revista: sempre marco presença! E sempre muito bem acompanhado! Afinal, nesses vinte anos, para eu não ficar sozinho, ganhei dois companheiros incríveis: a Diná e o Zíper. E olha que eu nem precisei pedir: os próprios leitores perceberam que eu precisava de companhia e mandaram cartas para a Redação falando sobre isso…

Em 2005, a CHC dedica todas as suas páginas ao cientista Albert Einstein e às suas descobertas.

Assim, primeiro, apareceu a “dinossaura” rosa que hoje todo mundo conhece como Diná. Da mesma forma que eu, primeiro, ela estreou na revista para só depois ganhar um nome, dado por uma leitora do Rio de Janeiro, em 1995. Já com o Zíper, foi diferente. O Ivan Zigg – o ilustrador que teve a genial idéia de me desenhar – começou a colocar, sempre do meu lado, uma abelhinha que, na verdade, não era abelhinha, mas um zangão. Ela foi ficando, foi ficando, foi ficando… e fez da revista o seu lar!

E você? Há quanto tempo faz parte da turma que lê a CHC ? Seja leitor antigo ou recente, entre conosco nesse ritmo de festa: comemore com a gente esse aniversário tão especial, os 20 anos da CHC.

Matéria publicada em 14.11.2006

COMENTÁRIOS

Envie um comentário

Mara Figueira

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat