De onde vêm as gordurinhas?

(Ilustração: Maurício Veneza)

Comer demais engorda! Mas o que é comer demais? Para os médicos especialistas em nutrição, comer demais é comer acima do nosso gasto de energia. E nós gastamos energia em tudo o que fazemos – correndo, nadando, dançando, caminhando, andando de patins, pensando e até dormindo. Só que os gastos de energia são diferentes: tudo aquilo em que empregamos mais força física consome mais energia.

Um carro, para se mover, precisa de combustível – seja gás, álcool, gasolina, eletricidade, luz solar etc. e a energia de que precisamos? Vem de onde? Claro: vem dos alimentos, daqueles que contêm proteínas, açúcares e gorduras.

A energia fornecida pelos alimentos é medida em calorias. Os atletas consomem muita energia, por isso, precisam comer mais do que pessoas sedentárias, as que não praticam atividade física regularmente. No entanto, se uma pessoa sedentária comer o mesmo que um atleta, as calorias que não forem transformadas em energia vão se acumular e fazê-la engordar.

Mas as coisas não são tão simples assim. Até que os alimentos estejam prontos para serem utilizados ou armazenados, passam por um longo processo bioquímico. O termo pode parecer complicado, mas quer dizer química da vida (bio, em grego, significa vida). Para entender melhor, podemos comparar o nosso organismo com um laboratório de química com muitos funcionários.

Os funcionários mais ativos do laboratório do corpo são as enzimas. Elas estão em toda parte do organismo e algumas delas têm a função de modificar os alimentos que ingerimos, para que eles possam “viajar” pela corrente sanguínea. As enzimas atuam desde a boca até o intestino, transformando arroz, batata, carne e tudo mais em unidades bem pequenas, fáceis de serem transportadas pelo sangue. Alimentos ricos em carboidratos – como arroz, massas e doces – viram moléculas de vários tipos de açúcar, como a glicose e a frutose.

Desses açúcares, o que mais engorda quando ingerido em excesso é a glicose, contida em doces, balas e refrigerantes. Mas, ao mesmo tempo, ela é de grande importância quando precisamos de energia.

Quando estamos com mais glicose no sangue do que é necessário para fazer nosso organismo funcionar, o excesso transforma-se numa gordura chamada palmitato. Este é o principal componente das indesejáveis gorduras, que os médicos e químicos chamam de triglicerídeos.

É verdade que uma pessoa gorda pode gastar essas reservas de energia, isto é, as gorduras acumuladas, fazendo muito exercício e, assim, emagrecer. Mas também é verdade que é muito mais fácil engordar do que perder peso. Portanto, o melhor é ter uma dieta variada, equilibrada de acordo com as nossas necessidades. Não existe um peso ideal, nem um tipo ideal: há pessoas que são mais gordinhas, mas são saudáveis porque se alimentam de modo correto.

(Esta é uma reedição do texto publicado na CHC 118.)

Matéria publicada em 27.06.2012

COMENTÁRIOS

  • Kauã

    Essa reportagem foi interessante,

    Publicado em 10 de agosto de 2020 Responder

  • Rodrigo Jun

    Eh mais ou menos!

    Publicado em 22 de setembro de 2020 Responder

    • ALBERTO CARDOSO

      nada haver eu sou professor de ciências e isso está completamente
      ERRADO !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!1

      Publicado em 23 de setembro de 2020 Responder

      • Beatriz Lima Barbosa

        Gostei. Eu estou caminhando com minha mãe e irmãos😃

        Publicado em 1 de dezembro de 2020

      • manu cabral

        tem muita gente que pode confundir moço

        Publicado em 8 de dezembro de 2020

      • manu cabral

        minha mae esta em um tratamento para emagrecer e ele disse que vem da agua e do carboidrato que nos comemos , quando temos mais carboidratos nos ficamos com gordura acomulada.

        Publicado em 8 de dezembro de 2020

      • Bianca Aparecida Gonçalves Barbosa

        Isso está muito legal porque eu tenho uma prima que ela é ela é nutricionista e ela mim dissi tudo isso.
        Para bens

        Publicado em 14 de dezembro de 2020

  • Maria Luiza 5ºano B

    Intereçante este texto

    Publicado em 22 de setembro de 2020 Responder

  • Maria Luiza 5ºano B

    Gostei do Texto

    Publicado em 22 de setembro de 2020 Responder

    • Carolina casey mbakwe

      Também 🙃

      Publicado em 22 de setembro de 2020 Responder

  • Helena Rodrigues de Oliveira

    Gostei porque aprendemos sobre a comida e sobre como emgordamos

    Publicado em 23 de setembro de 2020 Responder

  • Vinícius da Costa Alves

    essa reportagem foi interessante

    Publicado em 23 de setembro de 2020 Responder

    • Bianca Aparecida Gonçalves Barbosa

      Isso está muito legal porque eu tenho uma prima que ela é ela é nutricionista e ela mim dissi tudo isso.
      Para bens

      Publicado em 14 de dezembro de 2020 Responder

  • Vinícius da Costa Alves

    Faz sentido ótima reportagem.

    Publicado em 23 de setembro de 2020 Responder

  • ALBERTO CARDOSO

    nada haver eu sou professor de ciências e isso está completamente
    ERRADO

    Publicado em 23 de setembro de 2020 Responder

  • ALBERTO CARDOSO

    nada haver eu sou professor de ciências e isso está completamente
    ERRADO !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!1

    Publicado em 23 de setembro de 2020 Responder

  • ALBERTO CARDOSO

    nada haver eu sou professor de ciências e isso está completamente

    ERRADO na verdade a nossa energia vem da agua

    Publicado em 23 de setembro de 2020 Responder

  • CARLOS DRUMONNT

    nada haver eu sou professor de ciências e isso está completamente

    ERRADO na verdade a nossa energia vem da agua

    Publicado em 23 de setembro de 2020 Responder

  • VICTOR KENZO SUGUIMOTO

    É ATÉ GOSTEI MAIS OU MMESMO

    Publicado em 25 de setembro de 2020 Responder

  • eg3t

    wyd3grt3gsrghezgge

    Publicado em 26 de setembro de 2020 Responder

  • Gabriela Santos Bezerra

    Achei bem legal o texto…… rsrs

    Publicado em 27 de setembro de 2020 Responder

  • Ana Luiza

    Muito interessante, gostei

    Publicado em 30 de setembro de 2020 Responder

  • manu cabral

    estava na minha prova e eu vim para rever. muito bom

    Publicado em 8 de dezembro de 2020 Responder

Responder Cancelar resposta

Débora Foguel

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat