O segredo do Papai Noel

Outro dia uma criança comentou comigo o quão incrível era o fato de o Papai Noel conseguir entregar todos os presentes de Natal em uma única noite, porque o bom velhinho tinha “apenas 12 horas” para dar conta do recado. Rodar o mundo em 12 horas realmente parece impossível, mas, felizmente, o raciocínio do meu amiguinho está incorreto e o Papai Noel tem bem mais tempo para fazer seu trabalho.

Papai Noel precisa entregar os presentes das crianças do mundo inteiro em uma só noite. Como será que ele consegue? (ilustração: Ivan Zigg)

Papai Noel precisa entregar os presentes das crianças do mundo inteiro em uma só noite. Como será que ele consegue? (ilustração: Ivan Zigg)

Embora seja complicada, a tarefa do Papai Noel é facilitada por alguns detalhes. E nem estou me referindo ao fato de que algumas crianças menos precavidas podem não ter se comportado bem ao longo do ano, poupando ao Papai Noel o trabalho de entregar alguns presentes. Estou pensando em alguns fenômenos relacionados aos movimentos da Terra!

Em primeiro lugar, a Terra gira em torno de um eixo imaginário que atravessa o planeta desde o polo Sul, na Antártica, até o polo Norte – e, portanto, passando bem no meio da casa do Papai Noel, a julgar pelo que dizem do endereço de sua residência. A Terra gira de oeste para leste, de modo que, quando cai a noite do dia 24 de dezembro nos países mais a leste, como o Japão e a Nova Zelândia, ainda é dia do outro lado do mundo, que ainda está virado em direção ao Sol – aqui no Brasil, por exemplo, há uma diferença de fuso horário de 12 horas em relação ao Japão.

Assim, muito provavelmente o Papai Noel começa a entregar os presentes pelo extremo oriente (Japão, Coreia, China, Filipinas) e pela Oceania (Austrália, Nova Zelândia, Papua Nova Guiné e o bando de pequenas ilhas da Polinésia e da Micronésia). Depois, ele pode seguir em direção ao oeste, enquanto estes lugares seguem madrugada adentro.

A noite de Natal não acontece simultaneamente na Terra inteira. Ela começa no extremo oriente e vai avançando para o oeste, conforme o planeta gira em torno de si mesmo. Note que a região de noite no hemisfério Norte, próximo ao solstício de inverno (deles), é maior do que no hemisfério Sul. (imagem adaptada de Wikimedia Commons)

A noite de Natal não acontece simultaneamente na Terra inteira. Ela começa no extremo oriente e vai avançando para o oeste, conforme o planeta gira em torno de si mesmo. Note que a região de noite no hemisfério Norte, próximo ao solstício de inverno (deles), é maior do que no hemisfério Sul. (imagem adaptada de Wikimedia Commons)

À medida que Papai Noel vai distribuindo seus presentes em direção aos países seguintes, na Ásia (Mongólia, Índia etc.), a Terra vai girando. Se o bom velhinho quiser deixar todos os presentes precisamente à meia-noite, quanto tempo ele terá para realizar a tarefa?

Vamos pensar um pouquinho: será meia-noite num determinado local quando este lugar estiver no meio da face da Terra que está virada de costas para onde está o Sol. Ora, mas enquanto a Terra gira, vários lugares vão passando por este ponto do espaço. Quanto tempo levará até que todos os lugares da Terra tenham passado por este ponto? O tempo de a Terra dar uma volta completa, ou seja, 24 horas.

Embora a noite, em cada lugar específico, dure mais ou menos 12 horas, é possível permanecer à meia-noite do dia 24 para o dia 25 de dezembro por 24 horas, se você conseguir se movimentar de leste para oeste na mesma velocidade com que a Terra se movimenta de oeste para leste. É como se você estivesse subindo numa escada rolante e começasse a descer, andando, na mesma velocidade com que a escada debaixo de seus pés está subindo: para alguém que está do lado de fora da escada rolante, é como se você não estivesse saindo do lugar.

De fato, seria possível permanecer para sempre à meia-noite fazendo isso, mas, quando o mesmo lugar passasse de novo por você, a data mudaria e não seria mais a meia-noite de 24 para 25 de dezembro, e sim a meia-noite de 25 para 26.

A imagem mostra as diferenças de horários entre as várias regiões do globo. Enquanto, no horário de Brasília, comemorarmos a virada do dia 24 para o dia 25 de dezembro, no Japão já serão 11 horas da manhã do dia 25! (imagem: Wikimedia Commons)

A imagem mostra as diferenças de horários entre as várias regiões do globo. Enquanto, no horário de Brasília, comemorarmos a virada do dia 24 para o dia 25 de dezembro, no Japão já serão 11 horas da manhã do dia 25! (imagem: Wikimedia Commons)

Bem, concluímos que o bondoso velhinho tem 24 horas para deixar os presentes debaixo das árvores de Natal, em vez das 12 imaginadas pelo meu coleguinha. Mas eu acho que é ainda mais fácil do que isso. Se o presente não tiver que ser deixado exatamente à meia-noite, mas em qualquer momento ao longo da madrugada, Papai Noel ganha mais umas quatro ou cinco horas, que é o tempo que os países mais a oeste (costa oeste dos Estados Unidos e do Canadá, Equador, Peru, Chile etc.) vão levar ainda no escuro antes do amanhecer.

Finalmente, a imensa maioria da população mundial vive no hemisfério Norte, e o Natal ocorre praticamente no solstício de inverno de lá, quando a noite é mais longa. No hemisfério Sul, estaremos próximos do solstício de verão, com dias mais longos e noites mais curtas. Mas como somos menos pessoas em relação ao hemisfério Norte, acho que, para o Papai Noel, compensa.

Assim, ele ganha aí também mais algumas horinhas de noite, dependendo da latitude do lugar – para lugares mais próximos do polo Norte, a noite vai se alongar bastante, enquanto, para lugares mais perto da linha do equador, só um pouquinho. Ele deve ter algum trabalho com a Índia e com a Indonésia, que são países muito populosos e relativamente próximos do equador, mas, por sorte, boa parte dos outros países populosos fica em latitudes maiores e, portanto, o bom velhinho pode tirar proveito das horas extras de noite do inverno. É a física dando uma ajudinha para que a magia do Natal funcione direitinho!

Matéria publicada em 18.12.2015

COMENTÁRIOS

  • biel

    que bela observação!estou pensando que vou investigar o céu a noite de natal inteira até as 22:30,o meu plano vai ser brincar em quanto olho o céu a noite com os meus primos,teremos: 3-binóculos,3-saquinhos com “suplementos”uvas,cerejas,4-bolinhas,e 1-miraculous pra cada um de nós!vamos ver se da certo!

    Publicado em 7 de novembro de 2020 Responder

    • biel

      vou esperar!

      Publicado em 7 de novembro de 2020 Responder

  • Laiane

    Oi papai Noel durante esse ano eu se comportei bem então o senhor pode me dar o celular de natal

    Publicado em 26 de novembro de 2020 Responder

  • Laura

    Oi papai Noel eu se comportei pode me dar uma ring light de natal

    Publicado em 3 de agosto de 2021 Responder

Responder Cancelar resposta

Beto Pimentel

O autor da coluna A aventura da física é apaixonado por essa ciência desde garoto. Hoje, curte também dar aulas e fazer atividades criativas em contato com a natureza e com as outras pessoas.

CONTEÚDO RELACIONADO

Parque Nacional de Itatiaia

A primeira área de preservação ambiental do Brasil

Pequenos notáveis

Conheça os peixes criptobênticos!

Open chat