Ciência para fazer bolo

Três xícaras de farinha de trigo, três xícaras de açúcar, três ovos, um copo de leite, uma colher de manteiga e uma colher de fermento. Bata a manteiga com o açúcar até formar uma pasta. Depois, acrescente as gemas. Vá adicionando a farinha, o fermento e o leite sem parar de mexer. Como última etapa, bata as claras em neve e misture tudo. Coloque a massa em um tabuleiro e leve-a ao forno pré-aquecido. Em alguns minutos você poderá saborear um apetitoso bolo! Mas como foi que aquela massa viscosa mudou de aparência, transformando-se numa delícia de dar água na boca?

O fermento é o principal elemento da transformação. É ele o responsável pelo o aumento do volume do bolo, que acontece assim: a temperatura alta faz com que o fermento libere gás carbônico (o mesmo das bolhinhas de refrigerante). Esse gás se expande e faz o bolo crescer. O único problema é que, depois de um tempo, o gás carbônico escapa (como no refrigerante) e, sem ele, o bolo murcha. Mas isso não acontece graças aos outros ingredientes.

A própria mistura (e também as claras em neve!) possui pequenas bolhas de ar que ajudam a dar sustentação à massa. Depois, o calor do forno colabora com essa sustentação na medida em que vai solidificando à massa. Nessa passagem para o estado sólido, os ovos se ligam ao leite, formando filamentos (fios muito finos). E a farinha de trigo absorve o líquido, transformando-se em uma substância parecida com a gelatina. Tudo isso ajuda a manter o bolo de pé, mesmo depois de o gás carbônico escapar.

Sei não, mas acho que esse papo de química da culinária dá uma fome!

Matéria publicada em 22.06.2000

COMENTÁRIOS

  • Anna Elise

    Nossa, que legal adorei saber como o bolo que eu faço praticamente todo o mês cresce!

    Publicado em 14 de julho de 2018 Responder

  • Duda

    Concordo, é muito interessante

    Publicado em 12 de agosto de 2020 Responder

  • Filipe Augusto

    gostei bastante dessa explicação ! 😀

    Publicado em 17 de setembro de 2020 Responder

  • igor gama

    nossa eu como co²😮

    Publicado em 10 de novembro de 2020 Responder

  • Davi Arthur de Azeredo Oliveira Soares

    Achei interessante e bem legal

    Publicado em 21 de dezembro de 2021 Responder

Envie um comentário

Bruno-Magalhaes

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat