Cheiro de descoberta

Tony Goldberg no Parque Nacional de Kibale, em Uganda. (foto: James H. Jones)

Tony Goldberg no Parque Nacional de Kibale, em Uganda. (foto: James H. Jones)

Tony Goldberg, professor de epidemiologia da Universidade de Winscosin-Madison, na Inglaterra, viajou a Uganda, na África, para estudar chimpanzés. Ao voltar, sentiu uma coceirinha no nariz. Três dias depois, uma dor bem forte. Então, com a ajuda de um espelho, desvendou o mistério: havia ali um carrapato.

“Foi difícil não entrar em pânico!”, contou Tony à CHC. “Mas eu mantive a calma e consegui extrair o carrapato”.

Cuidadosamente, o animal foi retirado e colocado dentro de um vidro. Então, Tony enviou o bicho para um amigo fazer uma análise genética.

Estava bem debaixo do seu nariz a maior surpresa. Aquela sequência de DNA não foi reconhecida. “Foi aí que eu percebi que poderia ser uma nova espécie”, contou o pesquisador.

O carrapato encontrado em seu nariz pode ser de uma nova espécie. (foto: Gabriel L. Hamer)

O carrapato encontrado em seu nariz pode ser de uma nova espécie. (foto: Gabriel L. Hamer)

Entusiasmado, Tony voltou para Uganda na esperança de conseguir capturar novos exemplares dos carrapatos e confirmar a descoberta, mas não teve sucesso – ele e sua equipe espalharam armadilhas para atrair os bichos, só que os chimpanzés destruíram tudo. “Talvez o único jeito de estudarmos novos exemplares seja esperar alguém ter a sorte de encontrar mais um no nariz”, brinca o professor.

Chimpanzés observam as armadilhas para carrapato. (foto: Tony Goldberg)

Chimpanzés observam as armadilhas para carrapato. (foto: Tony Goldberg)

É comum observar vários tipos de carrapatos nas narinas de chimpanzés, então surgiu a preocupação de que o bicho pudesse transmitir alguma doença. Tony, no entanto, continuou bem humorado: “Não peguei nenhuma doença de macaco, mas adoro comer banana!”

Matéria publicada em 01.04.2014

COMENTÁRIOS

  • Anna Elise

    Qual vai ser o nome desse carrapato?

    Publicado em 14 de julho de 2018 Responder

Envie um comentário

Gabriel Toscano

Gosto de ouvir música, ver filmes, ler livros, viajar e conhecer pessoas diferentes. Estou sempre procurando aprender coisas novas!

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat