Você sabe o que é galha?

Encontradas em algumas plantas, as galhas são produzidas por parasitas.

Para início de conversa, a galha não é o feminino de galho. Te peguei, né!? Fungos, vermes, ácaros e insetos podem levar ao desenvolvimento de certas deformidades nas plantas. São elas que recebem o nome de galhas e podem apresentar as formas mais diversas e curiosas. Dê uma olhada nas fotos!

As galhas podem ter diferentes formatos e cores, e algumas até se assemelham a frutos e flores. Mas não se engane, as galhas são tumores vegetais causados por parasitas.
Fotos Sally Jennings/Flickr

Diferentes tipos de insetos – como moscas, vespas, besouros e percevejos – estão entre os principais e mais eficientes galhadores. Porém, o mais fascinante sobre as galhas é que elas são um caso muito particular de parasitismo. Isso porque quando um inseto bota seus ovos na planta, ele induz (de alguma maneira ainda não totalmente conhecida) as células vegetais a formarem uma estrutura especial que protege e alimenta as suas larvas e que é completamente diferente dos órgãos normais da planta. Pense como seria esquisito se carrapatos e lombrigas pudessem fazer o mesmo no nosso corpo… Eca!

Insetos galhadores depositam seus ovos na planta hospedeira, induzindo a formação da galha, que protege e nutre as larvas ao longo do seu desenvolvimento.
Fotos Gilles San Martin?Flickr

Cada tipo de inseto é geralmente especializado em parasitar um único órgão (raiz, caule, folha, fruto ou flor) de uma única espécie de planta. E, como todo parasita eficiente, os galhadores geralmente não causam danos sérios à planta hospedeira, mas roubam parte dos seus valiosos nutrientes. Por isso, há uma eterna disputa entre plantas que buscam estratégias para evitar os galhadores e insetos que buscam maneiras de enganar as defesas das plantas.

Um exemplo interessante é o de uma mosca da América do Norte que produz galhas no caule de um arbusto da espécie Solidago altissima, da família das margaridas. Na época reprodutiva, os machos dessa mosca produzem uma espécie de perfume para atrair as fêmeas. Incrivelmente, a planta hospedeira se tornou capaz de perceber esse cheiro e, quando isso acontece, ela produz substâncias que previnem a formação da galha. Por outro lado, as moscas fêmeas também conseguem (de alguma forma ainda desconhecida) perceber quais plantas já estão em alerta e assim podem escolher depositar seus ovos em arbustos ainda desprotegidos.

Seja nos galhos, nas raízes ou no caule, as plantas querem mesmo é ver as galhas longe!


vinicius

Vinícius São Pedro,
Centro de Ciências da Natureza,
Universidade Federal de São Carlos

Sou biólogo e, desde pequeno, apaixonado pela natureza. Um dos meus passatempos favoritos é observar animais, plantas e paisagens naturais.

Matéria publicada em 12.08.2020

COMENTÁRIOS

  • Ronaldo Pinheiro de Queiroz

    Boa Noite Vinícius, tufo bem?
    Com Tu, também sou um apaixonado pela Biologia desde criança. Me formei como Biólogo e trabalho como Perito Criminal Ambiental do Estado de São Paulo. Gostaria que tu me ajudasse com indicação de literatura sobre identificação de árvores brasileiras.
    Um grande abraço..

    Publicado em 13 de agosto de 2021 Responder

Responder Cancelar resposta

admin

CONTEÚDO RELACIONADO

Uma mulher do campo

Quem foi, ou melhor, quem é Elizabeth Altino Teixeira!

Open chat