Restauração é vida de volta!

Um ambiente que, no passado, dizem os mais antigos, estava cheio de plantas e bichos, hoje tem poucas árvores e quase nenhum animal à vista… Opa! Estamos diante de uma área danificada, que parece não ter mais como se recuperar. Será mesmo que tudo está perdido?

 

Interior do Ceará: antes e depois da restauração do ambiente natural.
Fotos Divulgação/Funceme

 

“No passado era diferente, com rio correndo aqui, muitas árvores, eu brincava com meus amigos e pegava manga no pé!”, disse sua avó. Mas, hoje o mesmo local é uma área degradada, ambientalmente falando, um local que não tem capacidade de se regenerar naturalmente para voltar a ser como era antes. Mas como foi que isso aconteceu?

A degradação da natureza é resultado de atividades humanas desordenadas e intensas – como ocupações indevidas, práticas de cultivo e de criação de animais sem cuidado e em excesso, incluindo queimadas e desmatamento.

Mas (boa notícia!) nem tudo está perdido. Muitos pesquisadores trabalham para restaurar essas áreas. O termo é esse mesmo! Restaurar é tornar o ambiente o mais próximo possível da sua condição natural. Essa medida é muito importante para a conservação dos ecossistemas. Você sabe o que são ecossistemas?

 

Sara Ferreira Varela e Vanderlaine Amaral de Menezes,
Fundação Centro Universitário Estadual da Zona Oeste/UEZO.

Ilustrações Jaca

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje das Crianças

CONTEÚDO RELACIONADO

A árvore sagrada da Amazônia

Se você pudesse fazer um pedido para 2020, o que pediria? Uma vacina para prevenir a covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus? Pode apostar que esse é o sonho de muita gente pelo mundo todo. E é também o desafio de muitos cientistas! Que tal conhecer um pouco da história das vacinas e descobrir como são produzidas?