Quero saber…

…se as pessoas mais pobres têm mais chances de pegar Covid-19 e menos chances de cura.

 

Ilustração Jaca

 

A covid-19 é uma doença de todos. Todo mundo pode ser infectado. O novo coronavírus não prefere um tipo de alvo ou outro. O que acontece é que alguns grupos da população acabam se expondo mais e, por isso, teriam mais possibilidades de serem afetados pela doença. Pessoas com menos recursos, por exemplo, geralmente têm menos condições de ficarem isoladas em casa, porque para garantirem o sustento econômico precisam continuar saindo para trabalhar. Elas acabam se expondo mais ao vírus, ao pegar transporte público cheio, por exemplo, para ir ao trabalho. Essas pessoas também costumam viver em condições que não permitem o distanciamento necessário para prevenir o contágio, como morar em uma casa com muita gente. Além disso, as pessoas mais pobres dependem apenas do sistema público de saúde, que está muito maltratado em nosso país. Enfrentam hospitais cheios, poucos leitos e ainda faltam equipamentos. Não deveria ser dessa forma, não é? Mas, infelizmente, as pessoas pobres são as que mais sofrem com a falta de investimentos dos governos em educação e saúde. E isso não vale só no caso da covid-19, mas para todas as doenças.

 

Clarissa Damaso
Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho
Universidade Federal do Rio de Janeiro

 

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje das Crianças

admin

CONTEÚDO RELACIONADO

Será que este ano tem a “Estrela de Belém”?

Vamos investigar se o fenômeno no céu de 2020 se parece com o da história dos Três Reis Magos.

Pequenos animais que movem o mundo

Um dos biólogos mais famosos do mundo, o norte-americano Edward Wilson, uma vez falou que os insetos, caranguejos, minhocas e uma infinidade de pequenos animais movem o mundo. Ele estava chamando a nossa atenção para o valioso papel desses seres miúdos, que mal percebemos, mas que estão o tempo todo polinizando as plantas para que produzam frutos, movendo o solo e ajudando a transformar restos de animais e plantas em adubo. Eles são pequenos no tamanho, mas grandes em importância para a dinâmica da natureza.