O dia do oceano

Em nosso calendário existem várias datas especiais criadas para comemorar e destacar eventos históricos e assuntos importantes, inclusive o Dia do Oceano!

Ilustração Walter Vasconcelos

Oficializado em 2009 pela Organização das Nações Unidas (ONU), o Dia Mundial do Oceano é comemorado em 8 de junho, o que coloca o mar em nossa lista de motivos para refletir. Nada mais justo, não é mesmo? Afinal, o oceano cobre a maior parte do nosso planeta e faz parte da nossa cultura de diferentes formas: está presente em músicas, filmes, histórias, lendas… Algum exemplo vem à sua cabeça? Por aqui pensamos em aventuras com piratas e sereias, férias na praia e muito mais!

A imensidão do mar sempre trouxe para nós, humanos, um encantamento e uma segurança no sentido de ser uma fonte inesgotável de alimento e outras riquezas. Porém, de uns anos para cá, está ficando claro que o oceano não suporta mais tantas agressões.

 

Perigos à vista!

A soma dos efeitos de muitas ações humanas – poluição, desmatamento, pesca ilegal etc. –trouxeram impactos negativos até mesmo para o gigantesco oceano. E não é de hoje que muita gente, especialmente cientistas, se esforça em chamar a atenção do mundo para isso. Uma conferência mundial pelo meio ambiente, realizada no Rio de Janeiro no ano de 1992, a chamada Rio 92, os perigos que o oceano estava . O assunto na época ainda estava sendo analisado. Mas o tempo passou, e as pesquisas confirmaram as preocupações dos especialistas:

  • As mudanças climáticas também afetam o ambiente marinho
  • A poluição no mar vem aumentando
  • O número de espécies marinhas em risco de extinção está crescendo

 

Por essas e outras razões, cuidar do oceano se torna cada vez mais necessário, a ponto de o período de 2021 a 2030 ser declarado pela ONU como Década da Ciência Oceânica para o Desenvolvimento Sustentável. O objetivo maior é que as novas gerações, da qual você faz parte, dediquem uma atenção especial ao ambiente marinho.

Derretimento das geleiras, um exemplo do efeito das mudanças climáticas.
Foto NOAA

Monstros de lixo

A verdade é que o ser humano atingiu um nível de domínio e influência no globo terrestre suficiente para ameaçar a saúde do mar. Isso terá consequências por muito e muito tempo. Você provavelmente passará boa parte da vida convivendo com essa realidade. Além disso, devem vir de pessoas que têm a sua idade hoje muitas ideias para trazer de volta a harmonia do oceano e manter o ambiente marinho mais saudável.

Há séculos ouvimos histórias sobre o mar – algumas até descrevendo ataques de monstros lendários como o “kraken”, um tipo de lula gigante capaz de engolir navios inteiros. Deu medo? Pois, atualmente, o pavor vem da quantidade de lixo que despejamos no oceano e de como é difícil retirar essa sujeira que se acumula nas águas e no fundo do mar. Em vez de lulas gigantes ou tubarões com bocas enormes, o vilão de uma nova saga sobre o oceano poderia ser algum monstro formado por montanhas de plástico. Que nome você daria a ele? 

O plástico é um dos grandes vilões da poluição do oceano.
Foto Naja Bertolt Jensen/Unsplash
Limpeza das praias, ação necessária enquanto as pessoas não cuidarem do próprio lixo.
Foto OCG/Unsplash

Para virar o jogo

Para cuidar do oceano temos sempre conosco uma ferramenta muito poderosa chamada informação, que é resultado de pesquisas científicas. Sim, a ciência, que sempre ajudou a humanidade, pode ser  o nosso salva-vidas agora também.

Quem sabe algo que ainda parece humanamente impossível, como parar de poluir as águas do oceano, se tornará uma tarefa viável em futuro próximo? É claro que as soluções tecnológicas para os problemas atuais não caem do céu. Ou melhor: não surgem rapidamente. Por conta disso, os estudos e os testes práticos precisam de investimentos por parte dos governantes. Afinal de contas, a pesquisa não pode parar!

O Dia Mundial do Oceano vem então como mais uma mensagem global de alerta: queremos uma sociedade que não coloque mais a saúde do mar em risco. Para isso, vamos em busca de mudanças nos nossos modos de vida para deixar o mar saudável. O que você pode fazer? Pode ser responsável por dar o destino adequado ao seu próprio lixo, por exemplo, e também divulgar dias importantes para a saúde do oceano. O dia 8 de junho é um deles – tome nota!

Soluções científicas

Ao investigar sobre determinado assunto, a ciência acaba criando soluções para diferentes problemas. Foi assim com uma série de invenções. Por exemplo: estudando as substâncias presentes nas cascas de pequenos ovos de um determinado inseto, cientistas descobriram a existência de um tipo de antibiótico. Para inúmeros produtos, já foram descobertas alternativas mais sustentáveis e que ajudam a diminuir a poluição total gerada. Sobre os combustíveis, já foram desenvolvidas tecnologias para movimentar carros a partir de energia elétrica, reduzindo a necessidade de utilizar combustíveis que poluem o ar. Agora, é encontrar soluções para preservar o oceano!

Monique Rached, Tássia Biazon e Alexander Turra
Cátedra UNESCO para a Sustentabilidade do Oceano
Universidade de São Paulo .

Matéria publicada em 15.07.2021

COMENTÁRIOS

Envie um comentário

CONTEÚDO RELACIONADO

O engenheiro da lama

Um mergulho no manguezal pode revelar muitas curiosidades sobre o caranguejo-uçá!

Fora da Terra

Em uma viagem fora da Terra, podemos descobrir como os satélites nos ajudam a perceber mudanças e medir a superfície do planeta.

Open chat