Na casa da Tia Ciata

Uma das primeiras mulheres a apoiar o samba e lutar pela preservação das tradições africanas no Rio de Janeiro

Hilária Batista de Almeida, a Tia Ciata, nasceu em 1854, na cidade de Salvador, Bahia. Desde criançaesteve em contato com a cultura de seus ancestrais africanos. Mais tarde, tornou-se uma líder religiosa, uma mãe de santo.

Aos 22 anos de idade, elase mudou para o Rio de Janeiro, estava em busca de uma vida melhor. Era casada com João Batista da Silva, baiano com quem teve quinze filhos!

Reprodução

Roberta Triches
Professora do Departamento de História do Colégio Pedro II
Doutora em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro

Roberta Triches
Professora do Departamento de História do Colégio Pedro II
Doutora pela Universidade Federal Fluminense

Sou professora de História e adoro falar sobre as personalidades que marcaram o Brasil de outras épocas!

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje das Crianças

admin

CONTEÚDO RELACIONADO

Tem pássaro e avião na rota de colisão!

Quando um crime acontece, é preciso fazer uma investigação para desvendá-lo. Existe uma especialidade chamada antropologia forense. As pistas seguidas por esses especialistas vêm de... ossos! Sim, os esqueletos também falam e ajudam a desvendar mistérios.

O som da natureza

Quando um crime acontece, é preciso fazer uma investigação para desvendá-lo. Existe uma especialidade chamada antropologia forense. As pistas seguidas por esses especialistas vêm de... ossos! Sim, os esqueletos também falam e ajudam a desvendar mistérios.