Museu a céu aberto da memória africana!

Divulgação/ Parque Memorial Quilombo dos Palmares

Há muito tempo, homens e mulheres que fugiam da escravidão no Brasil se escondiam em lugares chamados quilombos. Na Serra da Barriga, no estado de Alagoas, em uma região cheia de palmeiras, ficava o mais famoso de todos os quilombos brasileiros: o Quilombo dos Palmares.
O local, claro, não é mais refúgio de escravizados. Foi transformado no Parque Memorial Quilombo dos Palmares, um verdadeiro museu a céu aberto. Lá está uma parte da memória africana e de escravidão no nosso país.

A palavra ‘quilombo’ vem de ‘mukambu’, palavra africana de origem banta-angolana, que significa ‘lugar de refúgio’. Quilombo, portanto, era um local onde homens e mulheres escravizados, que conseguiam escapar do cativeiro, iam se esconder. Os quilombos eram geralmente construídos em regiões de difícil acesso – no alto de serras ou em meio a matas fechadas, por exemplo – para que não fossem encontrados, permitindo que aqueles que conseguissem lá chegar pudessem levar uma vida livre de trabalhos forçados e de torturas.
O Quilombo dos Palmares foi o maior desses refúgios – e se tornou o mais famoso também. Chegou a reunir mais de 20 mil pessoas, a maioria negros vindos da costa africana que escaparam da escravidão. Mas havia também uma parte de índios e até de brancos empobrecidos. Era muita gente… Para você ter uma ideia, a cidade do Recife, que era a maior capital do Nordeste na época, contava com cerca de cinco mil habitantes. Palmares tinha quatro vezes mais pessoas!

 

Helcias Pereira
Fundação Cultural Palmares
e Projeto ‘Vamos subir a serra’,
Centro de Cultura e Estudos Técnicos Anajô.

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje das Crianças

admin

CONTEÚDO RELACIONADO

Como nasceram todas as histórias

No início da criação do mundo, as histórias ficavam todas em um baú, aos cuidados de Nyame. Então Ananse, uma criatura metade homem e metade aranha, resolveu ir ao céu buscar histórias para contar.

Fala Aqui!

Este é o espaço para você falar com a CHC! Pergunta que a gente responde!