Manuel Faustino

O jovem alfaiate pode ser considerado um herói na luta pela independência do Brasil, mas, por ser negro e pobre, seu nome foi esquecido.

Manuel Faustino dos Santos Lira era um jovem alfaiate, profissional especializado em fazer ternos. Mas ele queria muito mais do que costurar roupas e foi à luta por uma sociedade mais justa.

Manuel era filho de uma escrava, chamada Felizarda, e de um ex-escravo, Raimundo Ferreira. Por isso, nasceu também escravizado. Com o passar dos anos, comprou sua liberdade trabalhando como alfaiate e também aprendeu a ler. Apesar de ser alforriado, Manuel continuava morando na casa de sua senhora, Maria Francisca da Conceição, que era parente de um importante funcionário do Estado da Bahia.

Naquela época, século 18, a sociedade brasileira era extremamente desigual e preconceituosa, como ainda é hoje em dia. Isso incomodava Manuel, que mesmo bem novo (com 16 e 17 anos), desejou transformar aquela realidade.

Ilustração Evandro Marenda

Pedro Krause
Professor do Departamento de História do Colégio Pedro II
Doutor em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro

Sou professor de História e adoro falar sobre as personalidades que marcaram o Brasil de outras épocas!

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje das Crianças

CONTEÚDO RELACIONADO

Floresta azul?

Debaixo d’água existe uma floresta tão importante quanto às que temos em terra firme!

Um urso pelo Brasil

Ele dominou as Américas, mas desapareceu misteriosamente

Open chat