Liderança quilombola que vem do Maranhão

Há quase 200 anos, Negro Cosme chegou a reunir três mil pessoas na luta pela libertação da escravidão

 

Ilustração Walter Vasconcelos

Cosme Bento das Chagas, conhecido também como Negro Cosme, é considerado um dos principais líderes quilombolas da História do Brasil. Ele foi personagem central de um dos maiores movimentos sociais do país: a Balaiada. Mas pouco se conhece sobre a sua biografia. Sabe-se que nasceu em Sobral, no Ceará, entre 1800 e 1802, que era forro (liberto da escravidão) e, principalmente, que sabia ler, o que era muito raro na época.

Muito inteligente e perspicaz, Cosme conseguiu reunir diversos escravos e libertos em cidades do interior do Maranhão, lutando pela liberdade dos escravizados e contra a opressão dos senhores. Ele chegou a reunir sob seu comando cerca de três mil pessoas, entre trabalhadores de fazendas da cidade de Itapecuru-Mirim e quilombolas.

 

 


pedro_krause

Pedro Krause,
Professor do Departamento de História do Colégio Pedro II,
Doutor em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Sou professor de História e adoro falar sobre as personalidades que marcaram o Brasil de outras épocas!

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje das Crianças

CONTEÚDO RELACIONADO

Floresta azul?

Debaixo d’água existe uma floresta tão importante quanto às que temos em terra firme!

Um urso pelo Brasil

Ele dominou as Américas, mas desapareceu misteriosamente

Open chat