Explorando medidas

Rex: O professor diz o tempo todo que matemática é uma ciência exata. Mas tem coisas que, para mim, não têm lógica! Por exemplo: 1 metro é igual a 100 centímetros, não é? Então, como explicar que 1 metro x 1 metro = 1 metro, mas 100 centímetros x 100 centímetros = 10.000 centímetros, sendo que 10.000 centímetros = 100 metros? Se fosse a matemática fosse exata mesmo, a conta teria que dar sempre o mesmo resultado! Acho que escondem da gente esses furos da matemática!

Diná: Calma, Rex! Metro vezes metro não pode dar metro!

Ilustrações Marina Vasconcelos

No dia a dia, lidamos com muitas medidas. Por exemplo, a distância entre a casa e escola, o tempo de espera do ônibus, o peso da mochila, o volume de água que consumimos ou a área verde na nossa cidade. Cada uma das “coisas medidas” tem suas características próprias. Mesmo que não saibamos as melhores palavras para explicar, sabemos que distância e peso são coisas diferentes, assim como o são tempo e área. Têm naturezas diferentes. Para medir, precisamos reconhecer a natureza do se quer medir. Desde a antiguidade, vários povos têm usado medidas, de diferentes maneiras e para diferentes propósitos!

Hoje medimos usando instrumentos conhecidos como a régua, o relógio e a balança. Mas como chegamos aos valores das medidas com esses instrumentos?

 

Letícia Rangel
Colégio de Aplicação
Universidade Federal do Rio de janeiro

Victor Giraldo e Thiago Hartz
Instituto de Matemática
Universidade Federal do Rio de janeiro

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje das Crianças

admin

CONTEÚDO RELACIONADO

Chá de sumiço

Há tempo para salvar as demais espécies, que têm tanto direito ao planeta quanto nós? Eis a questão!

Como o urso polar se protege do frio?

Com um experimento simples, podemos descobrir como alguns animais – como o urso polar! –, que vivem em temperaturas congelantes, se protegem do frio. Brrrr!!!