Epidemiologista!


Ilustração Walter Vasconcelos

 

Quando uma doença se espalha rapidamente entre as pessoas de uma determinada região e persiste por algum tempo, temos uma epidemia. Quando uma doença se espalha pelo mundo todo e persiste, temos uma epidemia global, ou melhor, uma pandemia. Sim, o novo coronavírus está provocando uma pandemia. Isso assusta! Mas alivia saber que existem especialistas no estudo da saúde (e da doença) das populações. Estamos falando dos epidemiologistas. Para entender melhor o trabalho desses profissionais, a CHC conversou com Francisco Inácio Monteiro Bastos, epidemiologista do Departamento de Informações em Saúde, da Fundação Oswaldo Cruz.

Francisco conta que, para promover a saúde e evitar a proliferação de doenças, a epidemiologia aconselha hábitos saudáveis, como se alimentar bem e praticar exercícios físicos. É também importante que os governantes cuidem para que a população tenha acesso à água potável e com flúor (aquele velho conhecido que protege os nossos dentes das cáries). E é ainda altamente recomendável que todos tomem as vacinas indicadas pelo sistema de saúde. “Proteger as pessoas das doenças não é tarefa fácil. Mesmo com todos os esforços dos epidemiologistas e de outros profissionais da saúde, uma fração de pessoas adoece, e aí a epidemiologia deve contribuir para tentar entender o avanço ou não das doenças”, explica.

 

Cathia Abreu,
Ciência Hoje das Crianças

Elisa Martins,
Especial para a Ciência Hoje das Crianças

 

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje das Crianças

CONTEÚDO RELACIONADO

A árvore sagrada da Amazônia

Se você pudesse fazer um pedido para 2020, o que pediria? Uma vacina para prevenir a covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus? Pode apostar que esse é o sonho de muita gente pelo mundo todo. E é também o desafio de muitos cientistas! Que tal conhecer um pouco da história das vacinas e descobrir como são produzidas?