Epidemiologista!


Ilustração Walter Vasconcelos

 

Quando uma doença se espalha rapidamente entre as pessoas de uma determinada região e persiste por algum tempo, temos uma epidemia. Quando uma doença se espalha pelo mundo todo e persiste, temos uma epidemia global, ou melhor, uma pandemia. Sim, o novo coronavírus está provocando uma pandemia. Isso assusta! Mas alivia saber que existem especialistas no estudo da saúde (e da doença) das populações. Estamos falando dos epidemiologistas. Para entender melhor o trabalho desses profissionais, a CHC conversou com Francisco Inácio Monteiro Bastos, epidemiologista do Departamento de Informações em Saúde, da Fundação Oswaldo Cruz.

Francisco conta que, para promover a saúde e evitar a proliferação de doenças, a epidemiologia aconselha hábitos saudáveis, como se alimentar bem e praticar exercícios físicos. É também importante que os governantes cuidem para que a população tenha acesso à água potável e com flúor (aquele velho conhecido que protege os nossos dentes das cáries). E é ainda altamente recomendável que todos tomem as vacinas indicadas pelo sistema de saúde. “Proteger as pessoas das doenças não é tarefa fácil. Mesmo com todos os esforços dos epidemiologistas e de outros profissionais da saúde, uma fração de pessoas adoece, e aí a epidemiologia deve contribuir para tentar entender o avanço ou não das doenças”, explica.

 

Cathia Abreu,
Ciência Hoje das Crianças

Elisa Martins,
Especial para a Ciência Hoje das Crianças

 

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje das Crianças

CONTEÚDO RELACIONADO

Floresta azul?

Debaixo d’água existe uma floresta tão importante quanto às que temos em terra firme!

Um urso pelo Brasil

Ele dominou as Américas, mas desapareceu misteriosamente

Open chat