Em defesa da floresta

Chico Mendes: um brasileiro que viveu, lutou e morreu pela Amazônia

A cidade de Xapuri, no estado do Acre, fica bem na fronteira do Brasil com a Bolívia e foi onde nasceu Francisco Alves Mendes Filho, em 15 de dezembro de 1944 – o Chico Mendes. Este brasileiro é considerado um dos maiores defensores da Amazônia, seu nome é reconhecido no mundo todo. A sua vida foi diretamente ligada à floresta, onde morreu em 1988, assassinado por pessoas que não gostavam de sua luta pela defesa da conservação da natureza.

Chico Mendes era filho de Francisco Alves Mendes e de Maria Rita Mendes. Ele aprendeu o ofício de seringueiro com o pai. Seringueiro é quem trabalha extraindo de uma árvore chamada seringueira o látex (material que serve para produzir borracha).

Como a área da Floresta Amazônica está em diversos países – Brasil, Peru, Colômbia, Venezuela e Bolívia –, nem sempre seringueiros e seringalistas (que são os donos das terras onde nascem as seringueiras) respeitavam as fronteiras entre os países, gerando muitas guerras e conflitos por terras.

Foto Wikipédia

 

Pedro Krause
Professor do Departamento de História do Colégio Pedro II
Doutor em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje das Crianças

CONTEÚDO RELACIONADO

A árvore sagrada da Amazônia

Se você pudesse fazer um pedido para 2020, o que pediria? Uma vacina para prevenir a covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus? Pode apostar que esse é o sonho de muita gente pelo mundo todo. E é também o desafio de muitos cientistas! Que tal conhecer um pouco da história das vacinas e descobrir como são produzidas?