De olhos fechados, ela vê!

Em um passeio pela floresta, você pode encontrar muitas plantas e bichos interessantes. Insetos que parecem folhas, sapos que parecem pedras e até aves que parecem troncos, como é o caso da mãe-da-lua. Esta ave se parece tanto com um pedaço de madeira que pode estar pousada ao seu lado sem que você se dê conta! Ela é capaz de passar horas de olhos fechados, com a cabeça voltada para o céu. Mas engana-se quem pensa que ela está tirando um cochilo, porque a mãe-da-lua enxerga tudo através de suas pálpebras!

Pousados no tronco, mãe-da-lua e seu filhote parecem um só.
Foto Alessandro Martins Moura

Mães-da-lua são aves de hábitos noturnos, isto é, costumam sair para buscar alimento e se reproduzir durante a noite. De dia, elas passam despercebidas, porque são mestres da camuflagem – sua plumagem tem coloração muito parecida com as dos troncos e dos galhos das árvores onde gostam de pousar.

Às vezes, giram a cabeça de forma tão lenta que é preciso um olhar muito atento para perceber. Mas podem passar horas imóveis, de olhos fechados, vendo tudo! Pois é, as mães-da-lua espiam o que acontece ao seu redor através de duas dobrinhas na pálpebra, a pele que cobre os olhos. Esse comportamento (somado à plumagem na cor dos troncos)  faz com que as pessoas e outros animais à sua volta não se deem conta da sua presença. Assim, elas esperam o anoitecer para se movimentar e capturar insetos para se alimentar.

Mães-da-lua se camuflam facilmente – a cor de suas penas se parece com a dos troncos onde pousam.
Foto Luiz Gonzaga A. Mendonça
Consegue enxergar as dobrinhas na pálpebra da ave? É por elas que as mães-da-lua enxergam, mesmo de olhos fechados.
Foto Luiz Gonzaga A. Mendonça

Ave de um ovo só

Mães-da-lua colocam apenas um ovo, que tem cor branca com pintinhas escuras. Geralmente, o ovo é colocado em uma cavidade de troncos ou galhos verticais ou inclinados, onde será chocado por cerca de 33 dias. Macho e fêmea se revezam nessa tarefa – a fêmea, de noite, e o macho, de dia.

Quando nasce, o filhote depende da mãe por aproximadamente 50 dias para se alimentar. Durante este período, ambos ficam pousados no mesmo tronco onde o ovo foi colocado. À frente da mãe, o filhote branquinho também fica parado – ele se parece mais com um tufo de algodão do que com uma ave. Aprende a se camuflar como seus pais, fechando os olhos e ficando imóvel para ninguém notar a sua presença.

Conforme vai crescendo, o filhote deixa a proteção dos pais e passa a ficar sozinho em seu galho, mas há sempre uma mãe-da-lua mais experiente por perto. É nessa fase que a plumagem começa a se parecer com a dos adultos e já é possível observá-lo batendo suas asas sem sair do lugar. É assim que o pequenino mãe-da-lua se prepara para a vida adulta.

A fêmea da mãe-da-lua (ou urutau) coloca apenas um ovo, que é branco de pintinhas escuras.
Foto Luiz Gonzaga A. Mendonça

Aparência surpreendente

Na fase adulta, a mãe-da-lua é uma ave grande, com uma altura que costuma variar de 40 a 50 centímetros. Têm a cabeça grande e achatada. As penas, como já mencionamos, têm cor de madeira. Os olhos são volumosos e amarelos, o que facilita a visão no escuro. O bico é miúdo, mas não se deixe iludir: por trás dele há uma boca enooorme, onde pode caber a mão fechada de um adulto. Não há como não se surpreender com esta criatura, que parece ter saído de uma lenda.

Por ser discreta, difícil de ser avistada, cientistas consideram que ainda há muito a ser descoberto sobre essa ave. Imagine que, durante o inverno, as mães-da-lua simplesmente desaparecem do Sul e de parte do Sudeste do Brasil, e os(as) ornitólogos(as) – biólogos(as) especialistas em aves – seguem pesquisando para revelar o mistério.

 

Ave fantasma

A mãe-da-lua tem outros nomes populares: uruvati, kúa-kúa e, o mais famoso, urutau – que, na língua indígena guarani, significa ave fantasma. O apelido talvez se deva à sua capacidade de disfarce, de ficar parada feito pedra ou, ainda, ao seu canto (leia mais no quadro Canto sombrio).
Esta ave pertence ao gênero Nyctibius, que inclui sete espécies de mães-da-lua, cinco das quais ocorrem no Brasil. A espécie de nome científico Nyctibius griseus foi a que apresentamos a você neste texto.
Muita gente pode considerar este animal feio ou esquisito, mas, seja como for, todos os seres vivos merecem ser preservados, afinal de contas todos têm algum papel no equilíbrio da natureza. A mãe-da-lua é um tipo de ave que, por seus hábitos alimentares, atua no controle das populações de insetos.
Então, se um dia, com seus olhos atentos, você encontrar uma mãe-da-lua de dia ou de noite, saiba que você deu uma sorte danada! Aproveite para fotografá-la e não se esqueça que, mesmo de olhos fechados, ela está acompanhando os seus passos! Buuuu!!!

Canto sombrio

Como se já não despertasse curiosidade o bastante com seus olhos grandes e amarelos, seu bico pequeno e sua boca grande, a mãe-da-lua tem um canto variado e que pode levar algumas pessoas a sentir arrepios! O da espécie Nyctibius griseus parece uma sonoplastia de filme de terror. Já da espécie Nyctibius grandis é algo como um berro!

E agora? Consegue descobrir onde a mãe-da-lua está?
Foto Luiz Gonzaga A. Mendonça

Dárius Pukenis Tubelis
Departamento de Biociências
Universidade Federal Rural do Semi-Árido

Luiz Gonzaga Alves Mendonça
Laboratório de Biodiversidade e Biogeografia
Universidade Federal de Goiás

Matéria publicada em 02.05.2022

COMENTÁRIOS

  • Pedro Henrique

    Legal eu nem sabia que existia um pássaro assim.

    Publicado em 2 de maio de 2022 Responder

  • marcela souza santo

    muito bom adorei essa noticia adoro a sua revistas

    Publicado em 3 de maio de 2022 Responder

  • iolanda borges alves

    achei muito legal pro que ela se esconde no tronco de arvore

    Publicado em 3 de maio de 2022 Responder

    • Daniel

      Na verdade ela se camufla como se fosse um tronco! E diferente

      Publicado em 16 de maio de 2022 Responder

  • marcela souza santo

    muito bom adorei essa noticia adoro a sua revistas

    Publicado em 3 de maio de 2022 Responder

  • pablo henrique ferreira da silva

    gostei muito essa ave emuito especial para gente adorei eu gostaria de ler oscomentariosde tucanos obrigado

    Publicado em 3 de maio de 2022 Responder

  • pablo henrique ferreira da silva

    gostei muito essa ave emuito especial para gente adorei eu gostaria de ler oscomentariosde obrigad

    Publicado em 3 de maio de 2022 Responder

    • Mangericão Soares Mazocoli

      sim é muito legal essa ave adorei

      Publicado em 24 de maio de 2022 Responder

  • felipe de sa rodrigues

    eu gosteimuit achei muito legal

    Publicado em 3 de maio de 2022 Responder

  • andre luiz dejeus sousa

    eu g0stei do ovo

    Publicado em 3 de maio de 2022 Responder

  • maria luiza andrade chagas

    muito legal amei e nem sabia que tinha esse animal gostei muito dessa materia acho que deveriam postar mais

    Publicado em 3 de maio de 2022 Responder

  • ingrid

    oi eu g0stei

    Publicado em 3 de maio de 2022 Responder

  • Jameson de Souza Luiz Júnior

    Eu achei interessante como a ave se camufla , também porque ela coloca apenas um ovo e como o macho e a fêmea se revezam os 33 dias para chocá-lo.

    Publicado em 11 de maio de 2022 Responder

  • Kauã richardy Cardoso silva

    Eu gostei muito legal

    Publicado em 11 de maio de 2022 Responder

  • KAUA RICHARDY CARDOSO SILVA

    EU GOSTEI DESSE ARQUIVO EU GOSTEI TAMBEM QUE ELE (A) SE CAMUFLAVA E ELA ERA UM LENDA MUITO BOM

    Publicado em 11 de maio de 2022 Responder

  • KAUA RICHARDY CARDOSO SILVA

    Eu achei interessante como a ave se camufla , também porque ela coloca apenas um ovo e como o macho e a fêmea se revezam os 33 dias para chocá-lo

    Publicado em 11 de maio de 2022 Responder

  • maria

    eu achei muito interesante,ah ave se camufla, divia ter tambem mais revistas como essa

    Publicado em 12 de maio de 2022 Responder

  • Jaqueline

    Que ave incrível, além de linda! A nossa biodiversidade é maravilhosa!

    Publicado em 15 de maio de 2022 Responder

  • lucas

    q ave kega e por sima é muito fofa e linda

    Publicado em 19 de maio de 2022 Responder

  • Mateus Rebeiro Dos Santos

    Eu achei super interessante, essa Ave existem muito poucas então dessa espécie rara de se encontrar. Minha professora Adriana nos ensinou sobre essa AVE.

    Publicado em 19 de maio de 2022 Responder

  • Mateus Rebeiro Dos Santos

    Eu achei super interessante, essa Ave existem muito poucas então dessa espécie, rara de se encontrar. Minha professora Adriana nos ensinou sobre essa AVE

    Publicado em 19 de maio de 2022 Responder

  • Juju moranguinho

    Eu amei já vi uma não sei como porque se camufla muito só depois quando ele (a) saiu da árvore.

    Publicado em 19 de maio de 2022 Responder

  • Anita Martins da cruz

    Olá chc amei saber que a mãe da lua vê de olhos fechados e fica parada que nem uma pedra, gostaria de saber mais o ciclo da vida da mãe da lua qual é o nome dos insetos que a mãe da lua come? tchau Bjs Anita.

    Publicado em 21 de maio de 2022 Responder

  • Laurinha_oficial

    adorei, achei muito interessante para pesquisar em casa.

    Publicado em 22 de maio de 2022 Responder

  • Manu

    eu adorei e muito incrivel.

    Publicado em 23 de maio de 2022 Responder

  • Professora Marleusa

    Sou professora do Ensino Fundamental, gosto muito dos assuntos abordados nessa revista. E sobre essa ave, conheço as lendas que minha avó, meus pais e tias contavam. Um dos meus alunos do quarto ano b, também conhecia histórias sobre esse pássaro.

    Publicado em 24 de maio de 2022 Responder

    • ruan

      e verdade prof??? *falando ruan *

      Publicado em 24 de maio de 2022 Responder

    • erik

      Eu sou da turma da professora marleusa e eu sou o aluno que sabe do mito da rasga mortalha

      Publicado em 24 de maio de 2022 Responder

      • ruan

        verdade erik 😊😊😊😊

        Publicado em 24 de maio de 2022

  • Marcelo Santos Soares Mazocoli

    muito legal adorei

    Publicado em 24 de maio de 2022 Responder

  • Marcelo Santos Soares Mazocoli

    muito bom adorei a informação

    Publicado em 24 de maio de 2022 Responder

  • Matheus Soares Mazocoli

    muito lgl incrivel gst mt

    Publicado em 24 de maio de 2022 Responder

  • ruan

    eu tam bem so dessa brofessora e mau nome;ruan oi prof

    Publicado em 24 de maio de 2022 Responder

  • ruan

    eu vou ajudar cada animau ❤❤❤❤

    Publicado em 24 de maio de 2022 Responder

  • ruan

    oi

    Publicado em 24 de maio de 2022 Responder

  • Natalia Philips

    Oi sou o Thiago aluno da Pro Marleusa

    Publicado em 24 de maio de 2022 Responder

  • Giulia Lowe

    eu adorei o conteúdo foi muito legal.

    Publicado em 27 de maio de 2022 Responder

Envie um comentário

CONTEÚDO RELACIONADO

Uma mulher do campo

Quem foi, ou melhor, quem é Elizabeth Altino Teixeira!

Open chat