Carlota, a primeira deputada federal do Brasil

Além de seu trabalho como médica, ela quis entrar para a política para lutar pelos direitos das mulheres brasileiras

Você sabia que no Brasil, até as primeiras décadas do século 20, as mulheres não podiam votar nem se candidatar a cargos políticos? Pois é. Esse direito era exclusivo dos homens.

A história que vamos contar aqui é sobre a primeira mulher do Brasil (e da América Latina) que foi eleita como deputada federal. Seu nome era Carlota Pereira de Queirós. Mas, pensando bem, essa história não é apenas sobre a Carlota. Ela é muito maior, porque trata de um movimento das mulheres brasileiras para conquistar seus direitos, uma luta que permanece até os dias de hoje.

Carlota Pereira de Queirós nasceu em São Paulo, em 1892, onde se formou professora e, depois, médica. Em 1928, ela se tornou chefe do laboratório de clínica pediátrica da Faculdade de Medicina de São Paulo. Sua participação na política aconteceu quando ela se envolveu com a Revolução Constitucionalista, em 1932. Esse movimento, organizado por São Paulo, lutava contra o governo do presidente Getúlio Vargas e defendia a elaboração de uma nova Constituição – o conjunto de leis que define os direitos e os deveres dos cidadãos brasileiros. Carlota organizou um grupo de 700 mulheres para ajudar os feridos da Revolução Constitucionalista.

Reprodução

Roberta Triches
Professora do Departamento de História do Colégio Pedro II
Doutora em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro

Robertha Triches
Professora do Departamento de História do Colégio Pedro II
Doutora pela Universidade Federal Fluminense

Sou professora de História e adoro falar sobre as personalidades que marcaram o Brasil de outras épocas!

Edição Exclusiva para Assinantes

Para acessar, faça login ou assine a Ciência Hoje das Crianças

CONTEÚDO RELACIONADO

Fala Aqui!

Este é o espaço para você falar com a CHC! Pergunta que a gente responde!

A cidade secreta dos cupins

Cientistas descobrem cupinzeiros gigantes no nordeste brasileiro