Bom no disfarce e na cantoria

A noite cai na floresta. Quebrando o silêncio,é possível ouvir, ao longe, um canto triste, uma sequência de assobios que começa alta e vai perdendo a força. Mais ou menos assim: “fiúúúúúúúúúúúúúúúú”. Se você seguir esse som, provavelmentevai encontrar,pousado em um galho seco ou em alguma cerca, uma das avesnoturnas mais curiosas do Brasil: o urutau!

Você consegue ver o urutau camuflado no tronco?
Foto Luciano Lima

O urutau é uma ave grande, com tamanho aproximado de dois palmos de uma pessoa adulta – algo em torno de 40 a 50 centímetros.Suas penas têm cor de madeira.Seus olhos amarelos são enormes, para facilitar a visão no escuro.Seu bico é pequeno, mas esconde uma boca muito larga, onde pode caber uma mão fechada. Não há como não se surpreender com esta criatura, que parece ter saído de um conto de fadas.

De longe, o urutau parece um tronco. Podemos até dizer que, às vezes, até se comporta como um. Por quê? Porque, ao se sentir ameaçado por um predador, o urutau logo fecha seus olhos, reclina sua cabeça para trás e fica imóvel, camuflado em seu poleiro. Agora vem a parte mais curiosa: mesmo de olhos fechados, o urutau pode te ver perfeitamente. Isso se deve a uma adaptação em suas pálpebras. Não é incrível?

 

Lenda indígena

Uma das explicações dadas pelos indígenas brasileiros para o canto triste do urutau vem por meio de uma lenda:uma índia fora transformada em ave, o urutau, e canta seus lamentos amorosos todas as noites. Estes lamentos teriam sido tão profundos que abriram uma fenda no céu da noite, em um formato que lembra a lua crescente. É por isso que ave também é conhecida como mãe-da-lua.

O urutau voa e captura suas presas em pleno ar.Entre elas estão cupins, percevejos, vagalumes e besouros. Há quem diga que coma sapos e outros seres maiores, devido a sua boca enorme, mas não é verdade.

Os urutaus se reproduzem em diferentes épocas do ano ao redor do Brasil, já que o nosso país é muito grande e possui uma diversidade de climas e ambientes. Um dos fatores que mais influência no momento de se reproduzir é uma alimentação farta. Por isso, na Amazônia, onde existe uma grande quantidade de insetos disponíveis praticamente o ano todo, o urutau se reproduz em qualquer época. Já nas regiões Sudeste e Sul, a escassez de insetos ocasionada pelo clima frio do inverno faz com que a reprodução do urutau aconteça na primavera e no verão.

Urutau bebê

A mamãe urutau bota apenas um único ovo por estação reprodutiva, diretamente no tronco de alguma árvore. Isso mesmo: urutaus não constroem ninho, o ovo fica equilibrado em algum pequeno buraco natural existente no tronco. Outro fato interessante é o tempo de desenvolvimento do embrião dentro do ovo: cerca de 30 dias, o que é bastante extenso para uma ave do seu tamanho.

Macho e fêmea se revezam para chocar o ovo. A fêmea geralmente fica com o turno da noite, já o macho choca de dia.Ao nascer, o filhote de urutau possui plumagem esbranquiçada e fica escondido entre as penas da barriga de um dos seus pais. Logo cedo percebe que para sobreviver é preciso aprender como se disfarçar no ambiente, e imita seus pais desde pequeno, reclinando a cabeça e fechando seus olhos ao menor sinal de uma ameaça.

Conforme vai crescendo, o filhote de urutau deixa a proteção dos pais e passa a ficar sozinho em seu poleiro, mas sempre com uma ave mais experiente por perto. É nessa fase que a plumagem do urutau começa a se parecer muito com a dos adultos e podemos observá-lo batendo suas asas sem sair do lugar, como se fosse um exercício de preparação para sua vida sozinho.

Quando não depende mais do cuidado dos pais, o urutau passa a ficar sozinho em seu poleiro.
Foto André Menine

Ajude a achar o urutau

Os pesquisadores ainda têm muitas perguntas sem respostas sobre o urutau, porque nos meses de inverno a ave desaparece do Sul e de parte do Sudeste do Brasil. Onde será que se esconde? Será que estaria migrando para outras regiões? Os biólogos do Observatório de Aves do Instituto Butantan, em São Paulo, estão pesquisando para solucionar esse mistério.

O que você acha de ajudar os pesquisadores? Sim, você pode! Preste atenção em como fazer: se você encontrar um urutau por aí e conseguir gravar seu canto ou tirar uma foto, pode postar seu registro acompanhado de data e local de encontro no site Wiki Aves (www.wikiaves.com.br). É com base nos registros de milhares de observadores de aves analisados em conjunto que os pesquisadores estão aprendendo mais sobre a vida do urutau.

André Menini
Observatório de Aves, Instituto Butantan

Matéria publicada em 26.09.2018

COMENTÁRIOS

Envie um comentário

admin

CONTEÚDO RELACIONADO

O Urutau

Agosto é mês do folclore! E a CHC convida você a participar de uma bela dança, que veio da Europa e foi adaptada por nós, brasileiros. Vamos dançar?

Quero saber…

Respostas interessantes para perguntas muito curiosas!