Ave fantasma

*Lenda indígena brasileira

Ilustração Mariana Massarani

Dizem os povos da floresta que, em noites estreladas, se abre no céu uma fenda que se parece com a lua crescente. Esse buraco brilhante no firmamento é fruto da tristeza de um amor perdido. A história é, mais ou menos, assim…

Uma bela moça indígena se apaixonou por um prisioneiro de sua aldeia. Encantada pelo rapaz, ela pediu ao cacique, seu pai, que o soltasse para que pudessem se casar. Mas o pedido foi negado: o rapaz pertencia a um povo que era inimigo mortal do da moça.

Revoltada, a jovem fugiu. Seu sumiço deixou a aldeia em desespero. O cacique determinou que todos os homens deveriam procurar por sua amada filha. E assim foi feito.

Depois de muita procura pela mata fechada, a moça foi encontrada com vida no coração da floresta. Mas algo estranho havia acontecido: ela não se mexia e nem falava, parecia uma estátua de pedra.

O pajé foi chamado para examinar a jovem. Abanando a cabeça em lamento, ele disse que somente uma grande dor poderia salvá-la do silêncio eterno. O cacique então começou a dar notícias tristes para ver se a filha tinha alguma reação, mas nada fazia efeito.

Quando todos já haviam perdido as esperanças de fazer a moça se mexer ou falar, o pajé teve uma ideia: sussurrou ao seu ouvido que o rapaz por quem ela era apaixonada estava morto. Na mesma hora, a menina deu um grito e saiu correndo pela mata. Só que ela nunca mais foi encontrada.

Dizem os indígenas que os gritos da jovem ecoam pela floresta em noites de lua crescente. Há quem acredite que ela se transformou em uma ave que quase não se mexe, que mesmo de olhos fechados vê tudo que acontece à sua volta através de duas fendas em suas pálpebras e que, de vez em quando, solta um canto de lamento. Por tudo isso, ela foi batizada de urutau, a ave fantasma.

*A lenda do urutau (ou mãe-da-lua) tem origem entre os indígenas brasileiros. A ave de canto sombrio, que enxerga de olhos fechados e é capaz de passar horas sem se mover, mexe com a imaginação de muita gente e também com a curiosidade dos cientistas, que seguem estudando os hábitos da mãe-da-lua. A versão desta lenda que você acaba de ler é de livre adaptação da CHC.

Fonte: https://armazemdetexto.blogspot.com/2018/08/lenda-do-urutau-mae-da-lua-wikiaves-com.html

Matéria publicada em 02.05.2022

COMENTÁRIOS

  • isabella vitória chaves de souza

    diadema,10 de maio de 2022

    olá

    meu nome e isabella vitória tenho 10 anos sou aluna da escola arlindo betio em diadema da turma do 5 ano d
    li a a lenda urbana indígena brasileira: urutal-mãe-da-lua
    achei muito interessante
    pois não sabia que existia essa lenda urbana
    e que e uma lenda urbana brasileira

    gostaria que publicassem mais lendas indígenas brasileiras; sobre a poluição da terra, dos animas extintos, sobre as galáxias
    até logo, um abraço, tenha um bom dia
    aguardo resposta.

    Isabella vitória chaves de Souza.

    Publicado em 10 de maio de 2022 Responder

Envie um comentário

CONTEÚDO RELACIONADO

Uma mulher do campo

Quem foi, ou melhor, quem é Elizabeth Altino Teixeira!

Open chat