Aprendizado em sintonia

Você pode até não reparar, mas, ao escutar uma música, está ouvindo uma mistura de vários elementos musicais: notas, melodia, ritmo e harmonia são alguns exemplos. Saber diferenciar esses componentes pode ser uma tarefa bem difícil, já que todos são ouvidos ao mesmo tempo.

Para identificar a harmonia de uma música, por exemplo, a percepção auditiva deve ser bem treinada e o ideal é começar bem cedo. Prova disso é um estudo realizado por pesquisadores do Instituto de Artes da Universidade Estadual de Campinas, que mostrou que crianças na faixa etária entre seis e nove anos têm mais facilidade nesse processo.

Quanto mais cedo você entrar em contato com a música, mais apurado seu ouvido ficará, sendo capaz de identificar facilmente as harmonias e os acordes de uma canção. (Foto: Louis / Flickr / <a href= https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/2.0/> CC BY-NC-ND 2.0 </a>)

Quanto mais cedo você entrar em contato com a música, mais apurado seu ouvido ficará, sendo capaz de identificar facilmente as harmonias e os acordes de uma canção. (Foto: Louis / Flickr / CC BY-NC-ND 2.0 )

A pesquisa revela que nesse período da vida temos mais sensibilidade para música e conseguimos, por exemplo, identificar acordes – nome dado quando três ou mais notas musicais são tocadas ao mesmo tempo.

“A infância é um dos períodos importantes para a formação do cérebro”, explica a educadora musical Elizabeth Carrascosa Martínez, autora do estudo. “Segundo alguns trabalhos recentes, a estimulação musical precoce pode ter consequências positivas no desenvolvimento da criança.”

No estudo, os cientistas observaram a percepção musical de dois grupos de crianças por meio de diferentes testes. O primeiro grupo era formado por crianças com seis e sete anos de idade e o segundo, oito e nove. Os dois grupos mostraram-se capazes de perceber a harmonia musical, mas o segundo se saiu ainda melhor. Além disso, as meninas desse grupo se destacaram e mostraram ter ouvidos aguçados.

Música na escola

Elizabeth também afirma que exercitar a percepção harmônica permite às crianças facilidade em outras áreas musicais, como tocar instrumentos, compor, cantar e dançar no ritmo. O problema é que muitas escolas não ensinam música para os estudantes por considerarem algo difícil para as crianças. A pesquisadora concorda que se trata de uma missão complicada, mas que pode ser facilitada com o uso de músicas mais conhecidas para as crianças, como canções infantis e folclóricas.

O exercício da percepção harmônica permite que as crianças tenham facilidade para aprender instrumentos, cantar e até compor músicas. (foto: Steve Snodgrass / Flickr / <a href= https://creativecommons.org/licenses/by/2.0/> CC BY 2.0 </a>)

O exercício da percepção harmônica permite que as crianças tenham facilidade para aprender instrumentos, cantar e até compor músicas. (foto: Steve Snodgrass / Flickr / CC BY 2.0 )

A pesquisadora explica, ainda, que essas habilidades também podem ser praticadas em casa, fora das aulas de música no colégio. “Proporcionar experiências musicais em casa, como fazer música com os filhos, cantar, dançar, tocar instrumentos, cria um ambiente sonoro enriquecedor que pode contribuir para o desenvolvimento musical das crianças”, completa.

Gostou? Que tal, então, começar a treinar o seu ouvido?!

Matéria publicada em 20.11.2014

COMENTÁRIOS

Envie um comentário

Lucas Lucariny

Como bom futuro jornalista, gosto muito de ler, escrever e descobrir coisas novas. Sou fã de séries, filmes, futebol, música boa e, é claro, ciência!

CONTEÚDO RELACIONADO

Um mergulho com os peixes

Acompanhe o final da aventura de Rex, Diná e Zíper e suas descobertas no fundo do mar.

Rex, Diná e Zíper em…

Um lanchinho para os peixes. É correto alimentar esses animais na natureza?

Open chat