Volta, ararinha-azul!

A ararinha-azul tem cerca de metade do tamanho da arara-azul grande. Sua cauda é longa e as asas ,longas e estreitas (Ilustração: Wikimedia Commons)

Entre as muitas espécies animais que habitam o Brasil, os psitacídeos – grupo de aves que inclui papagaios, periquitos e araras – chamam a atenção por sua beleza e inteligência. Um exemplo é a ararinha-azul (Cyanopsitta spixii), espécie descoberta em 1819 na Bahia e que, infelizmente, já não voa livre por aí.

Disputada por colecionadores no século 19, a ave enfrenta hoje o perigo do tráfico de animais selvagens e também a destruição de seu habitat natural, como a caatinga. Por isso, sua população foi diminuindo cada vez mais e, desde 2000, a ararinha-azul não é avistada na natureza.

Para conscientizar os brasileiros sobre essa triste situação e tentar levar a espécie de volta à caatinga, a Sociedade para a Conservação das Aves do Brasil criou o Projeto Ararinha na Natureza. Quem sabe, no futuro, não teremos a alegria de vê-la novamente voando pelo país?

Por enquanto, siga a dica do nosso colunista Henrique Caldeira Costa e confira o vídeo do projeto:

Matéria publicada em 04.07.2012

COMENTÁRIOS

Envie um comentário

Padrão do site

Sou o mascote da CHC. Troquei a pré-história pelo mundo virtual para mostrar a você o lado curioso e divertido da ciência.

CONTEÚDO RELACIONADO

Grêmio Recreativo Escola de Samba Turma do Rex apresenta… A história do carnaval!

Rex, Diná e Zíper vão passar o carnaval no Rio de Janeiro e aproveitam para contar a você muitas curiosidades sobre o passado dessa festa!

Open chat