Uma partida de futebol e ciência

Noventa minutos de pura emoção. Em campo, grandes craques e incríveis jogadas. É preciso correr para atacar, correr para evitar o contra-ataque, se esticar para cabecear, pensar na próxima jogada… Haja coração! E, também, cérebro, músculos, pulmão… Sim, porque o corpo dos jogadores de futebol trabalha a todo vapor para proporcionar à torcida um placar inesquecível.

(foto: Chris Turner / Flickr / <a href=https://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/2.0/deed.pt>CC BY-NC-ND 2.0</a>)

(foto: Chris Turner / Flickr / CC BY-NC-ND 2.0)

Assim que o início do jogo é autorizado pelo juiz, o que ocorre no organismo de um jogador de futebol profissional? Em campo, um jogador de futebol aumenta o seu gasto de energia. Em geral, eles consomem, em uma partida, 10 a 12 vezes mais energia do que quando estão em repouso, sendo que há atletas que usam até 20 vezes mais.

Grande parte da energia que os jogadores de futebol usam em campo vira calor. De cada 100 unidades de energia consumidas, 75 transformam-se em calor e 25 em movimento. Como muita energia é usada durante um jogo, imagine quanto de calor é gerado. Esse calor, porém, precisa ser retirado do organismo. Caso contrário, a temperatura do cérebro pode chegar a 40 graus Celsius, o que atrapalha o seu funcionamento e pode causar muitos prejuízos à saúde do atleta, até a morte.

Nós, seres humanos, eliminamos o excesso de calor do corpo principalmente por meio do suor, que nada mais é do que uma mistura de água e sais minerais. Quando a temperatura do organismo aumenta, o suor é lançado sobre a pele quente, resfriando-a e, consequentemente, também o corpo inteiro.

Suar tanto, como ocorre com os jogadores de futebol, significa perder muita água. De acordo com o calor do dia, os atletas eliminam de um a 1,5 litro de suor por hora. Como o suor é formado por água e sais minerais, já viu… Os craques sofrem uma desidratação progressiva. Por isso, precisam beber água suficiente antes, durante e depois do jogo.

Desafio para a mente

Uma partida de futebol é um desafio para o corpo, mas, também, para a mente, se comparada a outros esportes. Senão, vejamos: um jogo de futebol envolve movimentos imprevisíveis e complexos, permite o contato físico entre os adversários, exige um número grande de jogadores para ser realizado, ocorre em um campo de dimensões consideráveis e é realizado na presença de uma plateia que pode chegar a centenas de milhares de pessoas, entre muitas outras características.

Lidar com a pressão da torcida, com as regras complexas, com os companheiros e adversários exige muito do coração, do pulmão, dos músculos, como vimos, mas também bastante da mente.

(Esta é uma reedição do texto publicado na CHC 169.)

Matéria publicada em 08.07.2014

COMENTÁRIOS

Envie um comentário

Luiz Oswaldo Carneiro Rodrigues

CONTEÚDO RELACIONADO

Grêmio Recreativo Escola de Samba Turma do Rex apresenta… A história do carnaval!

Rex, Diná e Zíper vão passar o carnaval no Rio de Janeiro e aproveitam para contar a você muitas curiosidades sobre o passado dessa festa!